Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Renato Seabra: “Já não sou gay”

Renato Seabra já admitiu a autoria do assassinato de Carlos Castro e será acusado de homicídio em segundo grau. Segundo relata o New York Post, o modelo de 21 anos terá dito às autoridades que cometeu o crise para livrar dos "demónios e do vírus (da homossexualidade)". "Já não sou gay", terá também afirmado.

 

Na origem do crime estará uma discussão em que Renato Seabra terá confrontado Carlos Castro, afirmando que não era gay e que apenas procurava a sua influência e dinheiro. Depois, terá atacado Carlos Castro com um saca-rolhas, perfurando um dos olhos e os testículos. Ainda segundo as fontes do mesmo jornal, durante uma hora Renato Seabra terá depois pontapeado Carlos Castro, já no chão e atirado o computador para a sua cabeça. Os actos de violência, até Carlos Castro falecer, foram demorados. "Não é uma coisa que se faça em dois minutos", referiu uma fonte.

Vários amigos de Carlos Castro já vieram a público referir que, em vários momentos, Renato Seabra foi apresentado como namorado do jornalista, com que mantinha uma relação desde Outubro. Aliás, na Gala dos Travestis, organizada por Carlos Castro, o próprio jornalista disse perante o público que estava "muito apaixonado".

6 comentários

Comentar