Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Casamento poderá avançar no Reino Unido esta semana

De acordo com o jornal britânico “Sunday Times”, a ministra da igualdade Lynne Featherstone irá esta quinta-feira introduzir a moção para a igualdade de direitos do casamento entre casais do mesmo sexo, ao mesmo tempo que o governo anuncia o período de tempo para que as uniões civis possam vir a ser praticadas em locais religiosos.

As uniões civis foram introduzidas em 2005 e oferecem direitos legais a casais do mesmo sexo semelhantes ao casamento entre pessoas do sexo oposto. As diferenças encontram-se sobretudo em termos de dissolução, seguros e reformas, uma vez que estas uniões não são reconhecidas como tendo o mesmo estatuto noutros países.

Nick Clegg, o agora primeiro-ministro adjunto e líder do partido Liberal Democrata declarou antes das eleições: “Eu apoio o casamento entre pessoas do mesmo sexo. O amor é o mesmo, seja heterossexual ou homossexual, e a instituição também deveria ser a mesma. Todos os casais deveriam ter o direito de assumir esse compromisso.” Em Outubro, o partido adoptou a igualdade do casamento, incluindo a permissão para casais heterossexuais terem uniões de facto. Mas a medida tem provocado controvérsia.

A Igreja Católica e vários grupos representantes da fé islâmica já se declaram contra o “casamento gay” e a celebração de cerimónias religiosas para uniões de facto, sejam estas entre casais do mesmo sexo ou do sexo oposto.

Se esta proposta passar, ficará por resolver outra discriminação relevante contra homossexuais: a proibição de doar sangue. No entanto, o governo britânico já deu sinais de querer rever essa política.

Lúcia Vieira