Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Pedido de atribuição de rua a Carlos Castro já foi entregue. No Facebook 30 mil estão contra

 

Io Apolloni, Lili Caneças, Maria João Gama, Mila Ferreira, António Aldeia e Aristides Teixeira estão entre as pessoas que solicitaram à Câmara Municipal de Lisboa que seja atribuída a Carlos Castro o nome de uma rua da capital. A proposta, que já foi entregue à vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto, será submetida à Comissão Municipal de Toponímia. Segundo os subscritores da proposta, a atribuição de uma rua prende-se com o "talento literário" de Carlos Castro, por ter sido "uma referência na crónica social" e "um defensor de causas, nomeadamente do combate à homofobia".

 

 

A Comissão Municipal de Toponímia tem por regra apenas atribuir topónimos cinco anos após a morte da personalidade que se pretende homenagear.

No Facebook um grupo com mais de 30 mil pessoas não quer que seja atribuído o nome do cronista social a uma rua lisboeta. Neste grupo é possível encontrar comentários de índole homofóbica e outros simplesmente de mau gosto, como é exemplo este de Miguel Maurício: "Por mim podem baptizar a ETAR de alcântara com o nome dele! Com tanta gente realmente importante que não mereceu essa honra pensar atribuir o nome de uma rua a esta criatura dá-me simplesmente vómitos..."

 

4 comentários

Comentar