Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Uma nova pele para Banderas e Almodóvar

Vinte anos passados e Antonio Banderas e Pedro Almodóvar voltam a estar juntos num filme. Acabado de realizar e com estreia prevista para Setembro em Espanha "La Piel Que Habito" é o grande regresso desta dupla. Estiveram muitos anos separados, tempo demais talvez, mas esta separação foi necessária para ambos. Ambos cresceram, ambos se impuseram em Hollywood. É certo que um melhor do que outro.

O último filme que fizeram juntos foi o sensualíssimo "Ata-me" (1990), com Victoria Abril.

Pouco ainda se sabe sobre "La Piel Que Habito". Apenas que "o personagem de Antonio Banderas é brutal" (segundo palavras do próprio realizador). Ao lado de Banderas está a poderosa Marisa Paredes e a pureza de Elena Anaya. Já se conhece também o maravilhoso cartaz, que circula pela internet. Sabe-se também que este filme é dos mais negros, se não mesmo o mais negro, que Almodóvar já filmou. Baseado livremente no romance "Tarântula" do francês Thierry Jonquet publicado em 1995. O filme pode inserir-se no género terror, "mas sem gritos ou sustos" revelou Almodóvar à Rolling Stone Brasil.

"La Piel Que Habito" conta a história de um cirurgião plástico que, desde que a sua mulher morrer carbonizada num acidente de viação, procura criar um novo tipo de pele que a poderia ter salvado. Doze anos mais tarde, consegue cultivá-la no seu laboratório, aproveitando os avanços da terapia celular. Para isso não hesitará em transpor uma porta até aí absolutamente vedada: a transgénese com seres humanos. Mas esse não será o seu único crime...

 

Luís Veríssimo

 

1 comentário

Comentar