Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Quatro filmes para ver com atenção no FESTin (vídeos)

O FESTin, Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa regressa ao Cinema São Jorge, em Lisboa, de 26 de Abril a 1 de Maio. A segunda edição do festival continua o objectivo traçado de fomentar a interculturalidade, a inclusão social e o intercâmbio cultural nos países de língua portuguesa.

Ao longo de seis dias serão exibidos mais de 80 fitas provenientes dos PALOP e do Brasil. Entre a programação destaque para Retratos (2010), uma curta brasileira, exibida na quarta-feira (18h15), que nos “conta a história de seis travestis que desempenham diferentes actividades profissionais desvinculadas da prostituição no Estado de Pernambuco. O vídeo mostra como a vida de cada um deles pode ser tão comum quanto à de qualquer outra pessoa”.

Também volta ao São Jorge um dos destaques do último Queer Lisboa: DZI Croquettes (2009) que “resgata a trajectória do irreverente grupo que se tornou símbolo da contra cultura ao confrontar a ditadura usando a ironia e a inteligência e a defender a quebra de tabus sociais e sexuais. Os espectáculos revolucionaram os palcos com homens de barba e pernas cabeludas que contrastavam com sapatos de salto alto e roupa femininas.” No documentário há intervenções de Liza Minnelli, Gilberto Gil, Marília Pêra, Ney Matogrosso e Bety Faria, entre outros.” Passa na sexta-feira, 29 de Abril às 21h30.

 

A 30 de Abril (20h00) é a vez de Constança (2010), inspirado no poema de Eugénio de Castro: “Portugal, década de 1340. Aqui nasceu, entre Inês de Castro e D. Pedro I, a mais popular história de amor desta terra. Mas pouco nos lembramos do seu verdadeiro início, da tragédia íntima e silenciosa que habitou a alma de Constança, primeira mulher de D. Pedro. Constança assiste a essa crescente paixão, mas não tem forças para reagir. A profunda angústia amorosa que sente assim como a sua ânsia para crescer espiritualmente levam- na a deixar-se morrer por amor”, pode ler-se na sinopse.

 

Ainda de salientar o documentário de Pierre Primetens, A Festa dos Rapazes(2010), que nos retrata o regresso de vários rapazes à Aveleda,  aldeia remota no nordeste de Portugal. “No solstício de Inverno, homens jovens e solteiros, que vivem e trabalham na cidade vizinha de Bragança, no Porto, em Lisboa e até no estrangeiro, retornam à sua vila. Vêm para celebrar a aldeia e os seus antepassados, perpetuando um rito de iniciação à idade adulta: A Festa dos Rapazes.” É também no Sábado, 30 de Abril, às 16h30.