Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

E se recorrer à prostituição?

Não sendo assumida directamente, não sendo conversada em esplanada enquanto se bebe o café, e sendo ignorada pelas autoridades, ela existe. Masculina, feminina ou trans. Falo do mercado do sexo... sem pudores, sem medos, sem juízos de valor. Por isso mesmo, quais os cuidados a ter quando se recorre a estes serviços???

Preservativos. Use. Sempre.

Não pagar antes. Como em todos os serviços, habitualmente o pagamento adiantado pode trazer situações desagradáveis se uma das partes for menos honesta. Acautele-se.

Avisar onde se vai e prometer contacto após. Uma das situações resultantes da não legalização desta actividade é a ausência de controlo. O facto de ser actividade não regulamentada torna mais difícil apresentar queixa às autoridades. Por isso mesmo, e não emitindo juízos de valor, avise para onde ia e uma hora prevista de contacto de volta. Assim, se confrontado com situação de perigo pode sempre argumentar que estão à espera dum contacto seu e irão desconfiar se tal não acontecer.

Deixar morada. O princípio é exactamente o mesmo do contacto.

Não trazer para casa. Você até pode ser um karateca experiente, ter vários cursos de defesa pessoal ou até ser polícia... mas a pergunta é... está sempre em casa?

Ser um conhecido. Se já conhece, e embora se perca o elemento novidade, prefira. A possibilidade de existirem problemas é menor.

Definir muito bem o que se vai fazer. Parte dos problemas podem ocorrer por expectativas frustradas - suas ou do/da profissional. Um pode querer mais do que o outro está disposto a dar. Defina tudo muito bem antes. E se lhe disserem que retira o elemento espontaneidade, desconfie. Questione-se... se é pago, é espontâneo???

Conhecer a área antes de recorrer a esses serviços. Quer queiramos, quer não, certas zonas são mais propícias de terem pessoas... problemáticas. Evite essas zonas por muito interessante que lhe possa parecer o negócio.

Preferir sites com vários profissionais e tentar saber referências. Profissional que esteja registado em vários sites é mais provável que seja honesto. E se mesmo assim não for, sempre pode denunciá-lo em todos.

Não levar valores na carteira a não ser o indispensável. Já diz a sabedoria popular, a ocasião faz o ladrão. Não se trata de ser desconfiado, mas para quê facilitar???

Se receber em casa, escolha uma divisão com poucos sinais de riqueza. Pelas mesmas razões que não deve receber em casa. Está a expor-se e a expor os seus pertences. Evite ocasiões que possam fragilizá-lo.

Não fale muito de si, não exponha os seus horários nem profissão. Pela mesma razão do ponto anterior.

Não envie fotos, números de telefone profissionais e pessoais. Considere usar um número descartável. Porque não sabendo o que se encontra do outro lado do ecrã, todos nós podemos ser o que queremos. Eu por exemplo sou albino, tenho um metro e noventa de altura e os meus bíceps medem 60cm.

 

Até para a semana, tenham bom sexo e ainda mais cuidado!

Sempre vosso, Enfº Carlos Camisão

 

5 comentários

Comentar