Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Brasil dá passo histórico e reconhece uniões

A comunidade LGBT brasileira está a comemorar a aprovação da união estável entre casais de pessoas do mesmo sexo pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O STF brasileiro aprovou ontem por unanimidade a união estável entre casais homossexuais, conferindo-lhes assim os mesmos direitos dos casais heterossexuais. A Agência Brasil referiu que Carlos Ayres Britto, relator da acção que resultou na equiparação dos direitos ao dos casais homossexuais com os casais heterossexuais, disse que partir de agora "todos os direitos dos heterossexuais valem para os homossexuais. A equiparação é completa". O último recenseamento brasileiro indica que existem mais de 60 mil casais de pessoas do mesmo sexo que vivem juntos.

 

A força das marchas

Na edição de hoje do Folha de São Paulo, Gilberto Dimenstein sustenta num artigo de opinião que "um dos fatores, entre vários, para entender por que um país católico, onde os políticos temem as igrejas, chegou tão longe tem a ver com a Parada Gay, lançada na avenida Paulista. A parada trouxe milhões de pessoas para uma única manifestação - mais do que o Dia do Trabalho, por exemplo. Em nenhum lugar se junta tanta gente para afirmar um direito. Nada parecido existe em cidades gays como Nova York ou São Francisco. De São Paulo, esse tipo de manifestação, embora com menor força, se expandiu para outras cidades. Formou-se, então, uma visão palpável de uma comunidade forte e que deveria ser levada em conta".