Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

O que há para fazer a 17 de Maio

As iniciativas em torno do Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia e a Transfobia (IDAHO), que se assinala no dia 17 de Maio, não param de surgir em várias cidades do país. O destaque vai para Coimbra, onde várias associações e colectivos vão sair à rua. No ano passado, o dezanove dava conta da estreia da Marcha de Coimbra e de um beijaço no Porto e em Lisboa. Um ano depois, o dia ganha nova força com mais acções previstas. Fica a par das iniciativas agendadas:

1. MARCHA CONTRA A HOMOFOBIA E A TRANSFOBIA

A Marcha terá início às 17 horas nos Jardins do Mosteiro de Santa Clara, em Coimbra, terminando o seu percurso na Praça 8 de Maio. A Marcha é organizada pela Plataforma Anti-Homofobia e Transfobia, na sequência da Marcha da Luta Contra a Homofobia e Transfobia que se realizou em Coimbra pela primeira vez no ano passado. Constituída pelas organizações Associação Cultural Janela Indiscreta, não te prives, Secção de Defesa dos Direitos Humanos da Associação Académica de Coimbra, Movimento SOS Racismo, Real República Baco, Solar Marias do Loureiro, Frente de Acção Estudantil e colaboradores independentes, a Plataforma pretende promover várias actividades de sensibilização acerca da discriminação baseada na orientação sexual e na identidade de género.

 

2. ABRAÇOS GRÁTIS

Entre as 17h30 e as 18h30, a rede ex aequo - associação de jovens lésbicas, gays, bissexuais, transgéneros e simpatizantes estará a dinamizar um evento de Free Hug {Abraço Grátis} contra a discriminação no qual será oferecido um abraço a quem passa, enquanto se explica como é importante comemorar este dia. 17h00, Praça do Oriente (Gare do Oriente). Parque das Nações, Lisboa. Recomenda-se a utilização de cor roxa (ver mais abaixo).

 

3. CAMPANHA NOVOS RUMOS-MOVIMENTO HOMOSSEXUAL CATÓLICO

O Rumos Novos - Movimento Homossexual Católico associa-se à comemoração do Dia Internacional Contra a Homofobia, através da campanha "Casal do Mesmo Sexo – Um Compromisso de Vida" e tendo sempre presente que "Deus não faz acepção de pessoas" (Act 10, 34).

 

4. SEMINÁRIO SOBRE BOAS PRÁTICAS DE LUTA CONTRA A HOMOFOBIA

A Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG) organiza um seminário com o objectivo de dar a conhecer boas práticas na luta contra a discriminação em função da orientação sexual ou da identidade e expressão de género em Portugal. Particicipam as associações AMPLOS - Associação de Mães e Pais pela Liberdade de Orientação Sexual e Identidade de Género, ILGA Portugal – Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual e Transgénero, Opus Gay – Associação Obra Gay e rede ex aequo – associação de jovens lésbicas, gays, bissexuais, transgéneros e simpatizantes. Estará presente a secretária de Estado para a Igualdade, Elza Pais. O evento, aberto ao público, decorre entre as 10h e as 12h30, no Centro de Informação Urbana de Lisboa - Picoas Plaza Rua Viriato, 13, Núcleo 6-E.1º, Lisboa.

 

5. PROJECTO EDUCAÇÃO LGBT NO BARREIRO

O Projecto Educação LGBT da rede ex aequo vai a dinamizar uma sessão de esclarecimento e debate sobre orientação sexual e identidade de género na Escola Secundária de Santo André, no Barreiro. Esta iniciativa, que surgiu de um grupo de alunos desta escola, contará com a participação de cerca de 100 jovens entre os 16 e os 18 anos. A associação, há cerca de um mês, começou a enviar cartas aos Presidentes de Juntas de Freguesia, Câmaras Municipais e Assembleias Municipais pedindo que o dia 17 de Maio seja celebrado e reconhecido a nível local como o Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia e a Transfobia.

 

6. ESTUDANTES DE MEDICINA COM POSTERS E FILMES

A Associação Nacional de Estudantes de Medicina (ANEM), que engloba as oito associações/núcleos de estudantes de Medicina em Portugal, vai dedicar o 17 de Maio à temática homofobia "sendo expostos posters e visualizados filmes relativos ao tema. Uma inovação será também a utilização de um slide no final de cada aula desse dia dedicado ao tema. Este ano, iremos ter como foco principal o bulliyng homofóbico", informa a ANEM.

 

7. LADY GAGA NO JORNAL METRO

Lady Gaga vai ser directora do jornal Metro por um dia. A cantora será a responsável da edição do jornal gratuito em 20 países, incluindo Portugal. Nesta edição pretende-se dar “visibilidade à temática da igualdade e individualidade, seleccionado histórias relevantes sobre a temática e fazendo comentários sobre os destaques noticiosos do dia”.

 

8. DEBATE LEGISLATIVAS NA ILGA

As propostas dos partidos no âmbito da luta contra a discriminação em função da orientação sexual e da identidade de género serão analisadas no Centro LGBT em Lisboa. “Um ano depois da promulgação pelo Presidente da República da igualdade no acesso ao casamento, e num contexto de pré-campanha eleitoral, o debate centrar-se-á nas propostas dos partidos com representação parlamentar no âmbito da luta contra a discriminação com base na orientação sexual e na identidade de género”, refere a ILGA Portugal. O debate está marcado para as 19h. A entrada é livre.

 

9. ROXO CONTRA A HOMOFOBIA E TRANSFOBIA

A iniciativa nasceu virtualmente no Facebook, mas quer levar efectivamente os portugueses a usar amanhã uma peça de cor roxa para assinalar o IDAHO. Isto independentemente da cidade. São já centenas os que assinalaram online "Vou participar!"

 

10. ASSOCIAÇÃO CASA PATROCINA PROCESSO LEGAL DE MUDANÇA DE SEXO A TRANSEXUAL

O pedido legal de mudança de sexo de Gil, que se sente e quer ser a Sara, será entregue na 4ª conservatória do Porto esta terça-feira às 14h30 para assinalar o Dia Internacional de Luta Contra a Homofobia e Transfobia. O presidente da CASA -  Centro Avançado de Sexualidades e Afectos, Manuel Damas, em declarações citadas pela TVI24 afirmou que a associação "prestou todo o apoio especializado [à Sara] nas áreas da medicina, sexologia, psicologia e direito no âmbito do seu serviço interno de consultas", patrocinando na totalidade o processo legal de mudança de sexo de uma pessoa transexual.

Após a aprovação da lei que simplifica o procedimento de mudança de sexo e de nome no registo civil, aprovada a 1 de Março último, a conservatória tem oito dias para se pronunciar.

 

Fonte: Associações promotoras

 

1 comentário

Comentar