Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Ex-bispo apoia peregrinação de arrependimento pela homofobia

O antigo Bispo de Oxford, Richard Harries, declarou apoiar o escritor cristão Symon Hill na sua decisão de fazer uma peregrinação de arrependimento pelos seus actos de homofobia no passado e acrescentou que a Igreja precisa de se arrepender no que diz respeito ao seu tratamento das pessoas gays e lésbicas.

Symon Hill, director associado da Ekklesia, e autor de obras publicadas no Brasil como "Quando a crise é real" ou "Motivação", irá caminhar de Birmingham até Londres entre 15 de Junho a 1 Julho. Pelo caminho será palestrante em várias igrejas e irá apelar para que a Igreja se arrependa da sua homofobia. No final, Symon juntar-se-á à Marcha do Orgulho em Londres marcada para dia 2 de Julho.

Na mensagem de encorajamento a Symon Hill, Harries, que agora tem assento na Câmara dos Lordes, pode ler-se: “é muito bom que esteja a fazer esta peregrinação de arrependimento e espero sinceramente que consiga marcar a diferença. A palavra arrependimento em grego antigo significa mudança de mentalidade e reformular a nossa perspectiva à luz da presença de Deus em Cristo. E é isso que a Igreja precisa de fazer hoje em relação à comunidade LGBT."
Por seu turno, Symon Hill revelou estar agradado com a mensagem do ex-bispo e acrescentou estar “muito emocionado” pelo apoio que tem recebido de várias pessoas, cristãos e não cristãos com diferentes orientações sexuais. Segundo Hill "numa altura em que as campanhas contra os relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo são infelizmente encabeçadas por cristãos, é vital que estes rejeitam a homofobia, se unam e o declarem em uníssono.”
Peter Tatchell, activista inglês pelos direitos humanos, descreveu esta peregrinação como um “exemplo inspirador”. Entre as organizações que apoiam esta iniciativa contam-se o Movimento Cristão Gay e Lésbico, a Igreja Inclusiva e o Grupo Evangélico Coragem assim como várias congregações locais. A peregrinação irá começar na igreja de Carr’s Lane, na cidade inglesa Birmingham a 15 de Junho e irá terminar na igreja baptista central de Bloomsbury, em Londres, a 1 de Julho.

Lúcia Vieira
Fonte: Ekklesia