Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

YMCA: Trabalhadores desp[ed]idos dão corpo ao manifesto (vídeo)

Depois dos bombeiros em roupa interior nas ruas de Madrid parece que a moda de exibir o corpo para reivindicar direitos pegou no país vizinho. Desta vez foram os trabalhadores de uma fábrica industrial no País Basco.

O grupo de operários da ABB Galindo, prestes a ser deslocalizada para a Turquia, resolveu protestar contra o despedimento colectivo de uma forma original: Para tal, tiraram a roupa, ficaram apenas com algumas ferramentas a tapar os órgãos genitais e dançaram ao som do êxito "YMCA" dos Village People, conhecido em todo o mundo como um dos maiores hinos da cultura popular LGBT.“O vídeo faz rir, mas a mensagem é séria. O fecho da fábrica vai deixar-nos sem nada, sem roupa, sem recursos e sem futuro", afirmou o porta-voz dos trabalhadores, Jorge Matos, que acrescentou "é injustificável que uma empresa que tenha facturado 100 milhões de euros nos últimos três anos deixe toda a linha de produção na rua”. Intencionalmente ou não, no vídeo surgem elementos da iconografia gay dos anos 60, 70 e 80: a figura do operário de barba forte, peito peludo, corpo definido ou barriga proeminente, isto é, a imagética que depois sobreviveu na subcultura bear e que foi redescoberta em anos recentes. A ABB também se encontra presente em Portugal e anunciou há dias que vai encerrar a subsidiária situada no Porto. A ABB Stotz Kontakt Eléctrica de Paranhos dá trabalho a 171 pessoas na área das peças para equipamentos eléctricos.