Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Tertúlia: Homossexualidade, Casamento, Adopção e Família

A Junta de Freguesia dos Anjos, em Lisboa, organiza no próximo dia 1 de Junho uma tertúlia subordinada ao tema "Homossexualidade, Casamento, Adopção e Família".
O orador convidado será Miguel Vale de Almeida, conhecido activista dos direitos LGBT, antropólogo e deputado na Assembleia da República. O evento, que decorre no Dia Mundial da Criança, inicia-se às 21 horas na biblioteca da junta de freguesia lisboeta.
O ciclo de Tertúlias no Mercado é uma iniciativa mensal da Junta de Freguesia dos Anjos iniciada no passado mês de Abril. A tertúlia da próxima terça-feira será a terceira após terem sido levados a debate os temas "Juventudes Partidárias" e "Cuba".  A entrada é livre.

 

Junta de Freguesia dos Anjos
Rua Maria da Fonte -
Mercado do Forno do Tijolo
1170-221 Lisboa
Tel: 218 160 970
geral@jfanjos.pt


Metro: Intendente (átrio sul) / Parque de estacionamento

Marcha do Porto vai reivindicar parentalidade

A Marcha do Orgulho Lésbico, Gay, Bissexual e Transgénero (LGBT) do Porto, marcada para 10 de Julho vai reivindicar as questões ligadas à parentalidade. João Paulo, um dos organizadores da marcha e fundador do Portugalgay.pt, afirmou hoje à Lusa que, após a promulgação pelo Presidente da República da lei do casamento, a parentalidade é agora a prioridade.

O objectivo, refere o manifesto da marcha, passa pela “a possibilidade de adopção, coadopção e acolhimento de crianças seja alargada para todas as pessoas com condições materiais e efectivas para delas cuidar, educar e proteger”. “Queremos uma sociedade que reconheça a diversidade de modelos familiares com iguais oportunidades perante a lei. Porque a família é uma escolha livre das pessoas, lugar para a partilha de afectos e de vidas em comum e porque o Estado não pode privilegiar nenhum modelo em detrimento de outro", pode também ler-se no manifesto. A marcha tem início marcado na Praça da República e deverá terminar na praça D. João I.

Ainda há paciência para Carrie, Samantha, Miranda e Charlotte?

Carrie, Samantha, Miranda e Charlotte estão de volta na sequela do filme que, por sua vez, é a sequela da série O Sexo e a Cidade. O filme estreia em Portugal a 3 de Junho. Confesso que outros entendidos saberão explicar melhor o porquê do fenómeno da série. Dela sei dizer que catapultou para o estrelato hollywoodesco o nome (mais ou menos conhecido) de quatro actrizes, Sarah Jessica Parker, Kim Cattral, Cynthia Nixon e Kristin Davis.

Depois do grande sucesso que foi a série, os produtores queriam fazer algo com este fenómeno, ou seja, dinheiro. Em boa hora o fizeram, pois o primeiro filme O Sexo e a Cidade arrasou nas bilheteiras (não se iludam, o cinema é dinheiro). Em 2008 o filme veio confirmar que é possível ter mulheres como cabeças de cartaz. Tal como o filme O Diabo Veste Prada (2006) começou por provar que juntar mulheres e moda num bom elenco e com um bom argumento rendem receitas e nomeações aos Óscares.

O primeiro O Sexo e a Cidade chegou mesmo a escrever algumas linhas na história do cinema. Por exemplo, foi o filme exclusivamente protagonizado por mulheres que mais bilheteira e mais público fez, tanto nos EUA como no estrangeiro. Não tenho dúvidas em afirmar que abriu as portas ao primeiro Óscar a uma mulher realizadora, Kathryn Bigelow ou permitiu que o furacão que foi Sandra Bullock arrasar Hollywood. A juntar a isto não podemos esquecer que uma das quatro amigas, Cynthia Nixon, é lésbica na vida real e sabe-se bem o quão é difícil a carreira dum actor ou actriz homossexual.

O Sexo e a Cidade deixou há muito de ser um mero fenómeno, uma série da HBO ou um filme que leva milhares aos cinemas. Passou a ser uma marca deveras rentável. Marca essa que leva turistas a percorrer as ruas e os locais calcorreados pelas protagonistas na cidade de Nova Iorque. Esta marca não só ditou ao longo dos seis anos que durou a série as tendências da moda, como transformou Sarah Jessica Parker aka Carrie num ícone da moda e catapultou para a ribalta os sapatos do estilista espanhol Manolo Blahnik.

Já sabemos quase tudo sobre O Sexo e a Cidade 2. Sabemos que os sapatos de Blahnik serão substituídos pelos sapatos de Christian Louboutins. Sabemos que os dourados óculos escuros da marca alemã Mykita que Carrie usa na sequência inicial do trailer são feitos à mão não contendo um único parafuso. Sabemos que o vestido branco dessa mesma sequência é um exclusivíssimo Halston. Sabemos que as quatro amigas irão retemperar forças para Abu Dabhi. Sabemos que as imagens na capital dos Emirados Árabes Unidos foram na verdade filmadas em Marrocos. Sabemos que Carrie volta ao seu antigo minúsculo apartamento. Sabemos que Penélope Cruz flirta com Mr. Big (Chris Noth). Sabemos que no casamento gay de Stanford e Anthony (Willie Garson e Mario Cantone, respectivamente) Liza Minnelli mostra o que ainda é capaz de fazer. Sabemos que a Milley Cyrus também dará um ar da sua graça. Sabemos que Carrie encontra uma antiga paixão, Aidan Shaw (John Corbett). Ao sabermos isto tudo será que valerá a pena ir ao cinema pagar bilhete para ir ver o filme? Claro que vale! Não só para podermos fazer parte do fenómeno como para um serão muito bem passado.

 

Luís Veríssimo

Chavela edita mais um álbum. Talvez seja o último (vídeo)

 

Aos 91 anos, a cantora Chavela Vargas acaba de editar um novo álbum, o “¡Por mi culpa! Chavela Vargas y Sus Amigos”. Eduardo Llerenas, director da Discos Corasón, a editora responsável pelo projecto, referiu que “ninguém o quer dizer, mas é bem possível que este seja o último. Chavela está muito mal”. A cantora, que nasceu na Costa Rica e viveu grande parte da sua vida no México, foi operada recentemente ao estômago e encontra-se fisicamente debilitada. O álbum é composto por duetos de canções já antes editadas e por uma nova música da autoria da própria Chavela Vargas. Chavela Vargas popularizou-se por interpretar a chamada canção ranchera, um estilo que costuma estar reservado a homens e onde é expresso o desejo por mulheres. Na sua biografia (Y Si Quieres Saber De Mi Pasado), editada em 2002, a cantora reafirma a sua orientação sexual, com uma ressalva: “Jamais fiz bandeira do lesbianismo, mas também juro que nunca o ocultei”.

 

Prisões continuam nos Camarões e no Zimbabué

Nos Camarões, uma discussão entre dois homens após um encontro casual acabou na prisão. Emile e Fabien envolveram-se numa discussão, em que um reclamava dinheiro do outro, depois de terem tido relações sexuais. A extorsão acabou por resultar numa queixa na polícia. No entanto, a polícia acabou por prender os dois cidadãos camaroneses. Segundo a advogada Alice Nkom, presidente da ADEFHO (Association pour la Défense de l’Homosexualité), nos Camarões a lei condena com uma pena de prisão de cinco anos as relações homossexuais quando as pessoas são apanhadas em “flagrante delito”. Na semana passada, segundo a Associated Press, a polícia do Zimbabué deteve os activistas de direitos LGBT Ellen Chadehama (34 anos) e Ingatius Mhambi (38 anos). A detenção ocorreu na sede da associação Gays and Lesbians of Zimbabwe (GALZ). A polícia alega que eram portadores de pornografia e de drogas perigosas. A polícia também levou vários documentos que se encontravam na associação. As violações dos direitos humanos no continente africano não ficam por aqui. O casal homossexual Tiwonge Chimbalanga (20 anos) e Steven Monjeza (26 anos) foi sentenciado a 14 anos de prisão na quinta-feira passada, após de ter sido condenado por sodomia e indecência.

Kaboom foi o filme mais queer em Cannes (vídeo)

O filme franco-americano Kaboom ganhou a Palma Queer no festival de cinema de Cannes, que terminou ontem. Esta foi a primeira vez que foi entregue a Palma Queer. Kabbom é descrito como uma comédia negra de ficção científica que conta a história de um estudante bissexual que descobre uma seita no campus universitário. O papel principal é desempenhado por Thomas Dekker. O filme recebeu a Palma Queer porque, nas palavras do júri, “a preferência sexual não é apresentada como um problema”. Na edição deste ano do festival de Cannes, o filme Lung Boonmee Raluek Chat (O Meu Tio), do tailandês Apichatpong Weerasethakul, recebeu a Palma de Ouro. Javier Bardem e Elio Germano conquistaram ex-aequo o prémio de Melhor Actor. Já Juliette Binoche foi eleita Melhor Actriz.

       

Queer Lisboa apresenta-se no dia 8 (vídeo)

A 14ª edição do Queer Lisboa terá lugar de 17 a 25 de Setembro, no Cinema São Jorge, mas no próximo dia 8 de Junho será já possível ter uma antevisão do festival de cinema gay e lésbico. Às 21h30 terá lugar a projecção do filme uruguaio El Cuarto de Leo, realizado por Enrique Buchichio, filme que integrará a secção Panorama do festival e teve estreia europeia na última edição do Festival de Cinema de San Sebastián. El Cuarto de Leo conta a história de Leo, um jovem que, em pleno processo de auto-aceitação e descoberta da sexualidade, reencontra Caro, uma ex-colega da escola primária, que vive também a sua crise pessoal. O reencontro de ambos vai provocar marcas profundas nos conflitos pessoais de cada um, sem que nenhum dos dois se aperceba realmente do que se passa com o outro. Às 23h no foyer do Cinema São Jorge, terá início a Festa Dos 101 Dias, celebrando-se desta forma a contagem decrescente para o Queer Lisboa 14. A música fica por conta de Nuno Galopim. Os bilhetes para o filme custam 3,5 euros, havendo descontos para jovens, séniores e funcionários camarários. A entrada para a festa é livre.

Novidades para 2010

Durante o evento serão apresentadas as novidades para este ano. O Queer Lisboa 14 vai contar com a Secção Competitiva para a Melhor Longa-Metragem, Secção Competitiva para o Melhor Documentário e a Secção Competitiva para a Melhor Curta-Metragem Prémio do Público. Este ano, a Secção Panorama promete uma forte programação de longas-metragens de grande fôlego mediático, que têm circulado pelos principais festivais internacionais. O Festival prossegue com as secções Queer Art, Queer Pop e as Noites Hard.

Para este ano estão também programados clássicos queer do cinema, em colaboração com a segunda edição do Espaço da Memória/Queer Memory 2010, que decorre no mesmo espaço, entre os dias 18 a 24 de Setembro. Para este ciclo estão prometidas muitas novidades para os dias temáticos das Palavras Queer, As Nossas Divas, Clássicos Comentados, Sounds Queer, Eu Conheci, Showcase e Desafio ao Público. Na actividade As Nossas Divas, Marlene Dietrich será a homenageada. Será, por exemplo, exibido o filme Morocco, de Josef von Sternberg (1930), que integra a célebre cena de cabaret em que Dietrich, travestida de homem, beija uma cliente nos lábios.

                     

Incidentes no Pride de Bratislava

Cerca de 80 extremistas atacaram com pedras e bombas de fumo os participantes do desfile do Gay Pride de Bratislava, que decorreu este sábado e que reuniu cerca de mil pessoas. Duas pessoas ficaram feridas. A polícia deteve oito agressores. No mesmo dia decorreu, sem incidentes, a marcha em Bucareste, que contou com cerca de 200 pessoas. Umas horas antes tinha decorrido outra manifestação contra os direitos dos homossexuais. Apenas em 2003 é que a homossexualidade foi descriminalizada na Roménia.

Nos novos países membros da UE, os direitos LGBT ainda estão a dar os primeiros passos. No início do mês um tribunal lituano suspendeu as comemorações do Orgulho Gay Báltico, marcado para Riga. Depois de uma grande pressão internacional e interna, o evento acabou por realizar-se.

Quinta temporada de 'Física o Química' (vídeo)

Recém estreou no canal de televisão espanhol Antena 3 mais uma temporada da série com mais seguidores no país vizinho: 'Física o Química'.  A série exibida desde 2008 é exibida em prime time, tendo sido, no ano transacto, líder de audiências com mais de três milhões de espectadores. Entre as personagens mais apreciadas estão os jovens Fer e David homossexuais e namorados. As diferentes fases da relação deste jovem casal de namorados têm sido um dos trunfos da série espanhola.

                 

 

Já segues o dezanove no Facebook?

Revista Com’Out pode voltar

A editora Joeli encontra-se a analisar uma eventual reedição da revista Com’Out, segundo informação adiantada no site do Meios & Publicidade.

Ainda não está definida uma data de lançamento para o regresso da revista dirigida à comunidade LGBT, suspensa em Março de 2009. Este regresso seria efectuado de forma "bem diferente da revista inicial, com uma periodicidade trimestral, um preço mais baixo e com uma tiragem que rodeia os 10 mil exemplares”, adiantou Elisabeth Barnard, responsável da editora. A primeira versão da revista tinha uma periodicidade mensal e um preço de capa de 4,5 euros. Apenas resistiu 9 meses.

Malawi: Madonna junta-se a coro de protestos

 

O casal homossexual Tiwonge Chimbalanga de 20 anos e Steven Monjeza de 26 anos foi sentenciado a 14 anos de prisão na quinta-feira passada depois de ter sido condenado por sodomia e indecência. Steven e Tiwonge foram presos após a cerimónia tradicional de noivado em Dezembro de 2009 no Malawi. No site oficial da rainha da pop e mãe adoptiva de uma criança originária deste país africano, Madonna transmite grande preocupação e expressa sua indignação através de um comunicado "O Malawi deu um passo gigante atrás. O mundo está cheio de dor e sofrimento e, portanto, temos de apoiar os direitos humanos básicos de amar e ser amado. Eu faço um apelo aos homens e mulheres progressistas do país - e em todo o mundo - para contestar esta decisão em nome da dignidade humana e direitos iguais para todos", afirma a cantora. Um pouco por todo o mundo o movimento LGBT está a denunciar o caso apelando às autoridades mundiais atenção para este caso que conta já com iniciativas na rede social Facebook.

Um abraço contra a discriminação (vídeo)

Decorreu esta semana a iniciativa Abraços Grátis, organizada pela associação rede ex aequo com o apoio da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), em Lisboa.  A acção contou com cerca de três dezenas de voluntários que se reuniram na Gare do Oriente abraçando os transeuntes com o mote de alertar para a discriminação vivida pelas pessoas LGBT. Segundo a rede ex aequo, “as reacções das pessoas no geral foram muito positivas, bem como todo o balanço do evento”. A iniciativa, a par de outras um pouco por todo o país assinalou o Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia e Transfobia, precisamente a data em que o Presidente da República Cavaco Silva declarou que iria promulgar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Actualizado a 25-05-2010

Conferência Homossexualidade e Discriminação na Infância e Adolescência

Na próxima quarta-feira, 26 de Maio, pelas 18h, as associações de estudantes das faculdades de Medicina de Lisboa (AEFCML e AEFML) vão organizar uma palestra sobre Homossexualidade e Discriminação na Infância e Adolescência. Daniel Sampaio (psiquiatra), Margarida Lima de Faria (representante da AMPLOS) e Gonçalo Quinaz (rede ex aequo, que falará sobre o Observatório de Educação LGBT) serão os oradores. A conferência está marcada para o Grande Auditório do Edifício Egas Moniz da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na Cidade Universitária. As inscrições são gratuitas, mas devem ser efectuadas aqui. Quem não for aluno deve escrever 0 no número de aluno.

Novo bar de ursos em Lisboa

 

O Woolflx Club, novo espaço dirigido à comunidade bear, vai abrir as portas a 28 de Maio, na rua da Palmeira nº 44B, Príncipe Real, Lisboa. Por detrás do projecto está o colectivo Woolflx, que desde o início de 2009 tem organizado vários jantares e festas em diferentes espaços da capital. Entre os dias 5 e 8 de Agosto, o Woolflx promete organizar o encontro internacional Wooflx Summer-Action.

Butt só regressa em 2011

A revista trimestral Butt não voltará a ser publicada este ano. Segundo explicaram os editores, os próximos meses serão passados a desenvolver uma nova presença online, que deverá ser conhecida em Agosto, e a implementar novos projectos em torno da marca Butt. A revista de origem holandesa, que deverá voltar a circular no próximo ano, tornou-se popular por explorar a imagem e os fetiches de homens homossexuais comuns. Michael Stipe, Edmund White e John Waters estão entre as personalidades que já foram entrevistadas pela Butt.