Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Porto vai ter uma semana cheia de acções Queer, LGBT e Pride (actualizada)

O Porto vai assistir a uma semana com várias actividades, algumas a decorrerem em simultâneo, em torno da comunidade LGBT. A Semana Queer, evento de nove dias promovido pela CASA - Centro Avançado de Sexualidades e Afectos, arranca esta sexta-feira. Teatro, cinema, debates, exposições ("sex toys" incluídos), uma acção de formação em activismo LGBT, shows de transformismo e até um Arraial Queer são algumas das iniciativas da CASA, que se apresenta como "inédita" e tem como lema "Amor Alternativo". Em média, a CASA propõe duas iniciativas culturais por dia até 9 de Julho.

A Semana Queer (programa completo aqui) inicia-se esta sexta às 22h com a actuação do coro da CASA na sede da associação, mas a festa inaugural ocorre no dia seguinte na Galeria de Paris. No Domingo, dia 3, a CASA apresenta o seu grupo de teatro, com a estreia de uma peça escrita por voluntários da CASA. O argumento versa sobre violência conjugal em casais heterossexuais e homossexuais.
A 9 de Julho encerra a Semana Queer, que coincide com a Marcha do Orgulho LGBT do Porto e com a festa Porto Pride, que já antes tinham sido apresentadas. Durante a tarde, coincidindo com a Marcha, arranca o Arraial Queer, com churrasco e animação. À noite, quando estiver a começar a festa organizada pelo site Portugalgay, está marcado o Roteiro Queer. A troco de uma pulseira que custa cinco euros é possível circular livremente por oito locais da noite do Porto. No Porto Pride a entrada custa 10 euros, com oferta de uma bebida.

O bar Pride, situado na Rua do Bonjardim 1121, também vai organizar um evento na noite de 9 de Julho. Será uma festa da espuma com a novidade de ter a entrada livre e ausência de consumo obrigatório.

Recorde-se que em Março a CASA questionou o envolvimento da Marcha do Orgulho do Porto (MOP) com a festa Porto Pride, gerando polémica entre vários colectivos da cidade.

Em 2001 e 2002 o extinto grupo Nós - Movimento para a Liberdade Sexual realizou uma semana do Orgulho LGBT no Porto com várias iniciativas culturais.