Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Hollywood pode estar a preparar um facelift a "O Sexo e a Cidade"

Será possível voltarmos a ver no grande ecrã Carrie, Charlotte, Miranda e Samantha? Claro que sim! Aquando da estreia de “Sex and The City 2” há pouco mais de um ano era de esperar que viesse a existir mais um filme deste lucrativo franchise. Para já não passam de rumores, mas a concretizarem-se, poderemos assistir a um regresso às origens da história das quatro amigas nova-iorquinas.

O terceiro filme da saga está cada vez mais perto de acontecer. Mas parece, para já, posta de parte a sua continuação. A alternativa poderá ser a aposta numa prequela da história televisiva, passada nos primeiros tempos de Carrie e das amigas em Nova Iorque, e debruçada na forma como se conheceram.
Os rumores ganharam há pouco tempo ainda mais peso quando a escritora e autora de “Sex and The City”, Candace Bushnell, sugeriu no início de Julho o nome de Selena Gomez (protagonista da série “Wizards of Waverly Place” da Disney) para interpretar Charlotte York. A jovem Selena comentou esta hipótese da seguinte forma: "Foi um elogio e fiquei muito surpreendida com ele – foi bastante querida, mas não existe nada oficial, nem sequer um verdadeiro contacto para participar no filme." Já antes, Candace tinha sugerido o nome de Blake Lively (a Serena de “Gossip Girl”) para protagonizar Carrie Bradshaw. Contudo, de momento, Blake é apontada para o papel de Samatha Jones, visto que é a mais velha das quatro possíveis protagonistas.

Para o papel de Miranda Hobbes está previsto Emma Roberts (sobrinha de Julia Roberts e uma das protagonistas de “Scream 4 – Gritos 4”). Por fim, para Carrie tem-se falado ultimamente de Elizabeth Olsen (irmã mais velha das gémeas Mary-Kate e Ashley Olsen). Parece-me uma escolha pouco acertada, visto que Elizabeth tem uma carreira curta e com pouca expressão.

 


Apesar de todo este falatório, tanto Kristin Davis (Charlotte) como Sarah Jessica Parker (Carrie), que é também produtora do franchise e tem uma palavra a dizer em relação a fazer-se mais um filme, afirmaram em entrevistas que não fazia sentido algum a ideia de uma prequela.
Com ou sem prequela, com ou sem continuação de “Sex and The City”, os fãs e as fãs continuam a amar profundamente as aventuras e desventuras das nova-iorquinas mais famosas do mundo. Foi com elas que aprendemos a ter estilo. Foi por causa delas que passámos a beber Cosmopolitans.

Foram elas que nos apresentaram Manolo Blahnik, Jimmy Choo e Christian Louboutin. Esperamos sinceramente que o que aí venha seja bem melhor do que os dois filmes já existentes. Nós, fãs e a série, merecemos.

 

Luís Veríssimo