Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

“Esta é a minha luta: matar os paneleiros nas suas manifestações contra a Igreja”

A frase é de José Alvano Pérez Bautista, de 24 anos, detido pela polícia espanhola por suspeitas de estar a preparar um atentado contra a manifestação laica que percorreu ontem o centro de Madrid. Segundo o jornal La Jornada, o detido descreveu, em vários fóruns online os homossexuais como "aberrações antihumanas", "erros de deus" e "asquerosas abominações".

Foi o teor das suas afirmações que levou a polícia a detê-lo. "Sou trabalhador de uma importante indústria farmacêutica em Madrid e posso arranjar substâncias perigosas suficientes para boicotar os protestos antipapa", escreveu o jovem mexicano, que está em Madrid a estudar Química Orgânica no Consejo Superior de Investigaciones Científicas. Madrid está a acolher as Jornadas Mundiais da Juventude, que contam com a presença de Bento XVI. A manifestação de ontem percorreu o centro de Madrid e terminou com confrontos entre laicos, jovens católicos e a polícia. Oito pessoas foram presas e outras 11 ficaram feridas.

1 comentário

Comentar