Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Orgulho gay proibido na Lituânia (sim, é um país da UE)

Um tribunal lituano suspendeu as comemorações do Orgulho Gay Báltico, que deveriam celebrar-se na capital Vilnius, este sábado, 8 de Maio. As associações LGBT da Estónia, Letónia e Lituânia decidiram, desde o ano passado, celebrar de forma rotativa o Orgulho Gay nos seus países. Coube a Riga, capital da Letónia, inaugurar estas comemorações em 2009.

A suspensão decretada pelo tribunal baseia-se na vontade de evitar incidentes entre “grupos radicais” que estariam contra a marcha, sendo por isso uma forma de “proteger” os participantes. Em Março, mais de 50 deputados do parlamento lituano pediram a suspensão do Orgulho, invocando que a sua realização violaria a Lei de Protecção de Menores contra os Efeitos Prejudiciais da Informação Pública que entrou em vigor este ano.

Nos últimos dias, várias organizações, como a Amnistia Internacional, o Intergrupo LGTB do Parlamento Europeu ou a ILGA Europa, condenaram a decisão. A Amnistia chegou a pedir à presidente do país, Dalia Grybauskaite, que garantisse que os defensores dos direitos LGBT pudessem manifestar-se. Um porta-voz da Presidência referiu que a chefe de Estado estava “surpreendida” com a importância que se estava a dar às eventuais alterações da ordem pública que poderiam ocorrer caso a marcha se realize e sublinhou que a Constituição do país garante o direito a que os cidadãos se possam manifestar pacificamente.

2 comentários

Comentar