Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

CDS Açores contra apoio ao Orgulho Gay do arquipélago

O deputado do CDS-PP Pedro Medina criticou num requerimento entregue no Parlamento dos Açores o apoio do governo regional à realização do primeiro Orgulho Gay do arquipélago, previsto para o próximo ano em S. Miguel. "O Governo Regional dos Açores parece estar mais preocupado em importar eventos que não tem a ver com as nossas gentes, em vez de potenciar a nossa cultura", pode ler-se no documento. O deputado regional, que põe também em causa o montante que o governo poderá gastar no projecto, considera que "a Parada Gay não trará qualquer mais-valia do ponto de vista sócio-cultural para o desenvolvimento e afirmação dos Açores no contexto nacional e internacional, e levanta-nos sérias dúvidas o patrocínio do Governo Regional esse tipo de evento".

 

Pedro Medina apontou para o "vasto conjunto de eventos de carácter cultural e religioso que se realizam no Arquipélago, nomeadamente, as festas de Freguesia em honra dos seus Padroeiros ou Padroeiras, e para os quais o Governo Regional não dá qualquer apoio, sendo estas manifestações culturais, populares e religiosas o maior chamariz dos nossos emigrantes que aproveitam estas festas para prestarem homenagem à sua terra e visitarem as suas famílias".

Fonte da Direcção Regional das Comunidades referiu em Setembro ao dezanove que a iniciativa será realizada "em parceria com instituições regionais e internacionais ligadas aos direitos". "Na altura certa", refere a mesma fonte, "juntamente com os parceiros", a entidade regional "terá todo o gosto em prestar declarações sobre o assunto em conferência de imprensa". A realizar-se, esta seria a primeira marcha do orgulho LGBT no arquipélago.