Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

A Maternidade Alfredo da Costa não respeita as lésbicas?

"Estou a ser seguida na Maternidade Alfredo da Costa desde o final de 2010 e disseram-me que sofro de endometriose [infecção no endométrio, a membrana interior do útero]. Tive uma consulta em Junho para discutir a hipótese de cirurgia, e no fim da consulta perguntei se o meu útero poderia aguentar uma gestação, se não poderia ficar infértil, e o médico, sem sequer olhar para mim, disse: "Não tem problemas de ficar infértil porque as lésbicas não têm filhos, pois não?"

 

A história é relatada hoje na primeira pessoa por Mónica Ribeiro, de 29 anos, que vive há mais de quatro anos com a sua companheira. “As pessoas não têm de aceitar nem de gostar, mas ele estava ali como médico. E se ele me disse que não há problema em ficar infértil, é porque provavelmente viu lá alguma coisa nesse sentido. Imagine como eu fiquei. Queria engravidar, tinha planeado isso com a minha companheira”. Confrontado pelo Diário de Notícias, o médico em causa negou ter proferido tais afirmações.

 

Mónica Ribeiro apresentou o seu caso à associação ILGA Portugal que, segundo o DN, endereçou uma carta à direcção da Maternidade Alfredo da Costa, com o conhecimento do Ministério da Saúde, da secretária de Estado da Igualdade e dos bastonários da Ordem dos Médicos e dos Enfermeiros.

 

A deputada Isabel Moreira, eleita pelo PS, tinha já confrontado Teresa Morais, titular da pasta da Igualdade, sobre esta situação na Comissão dos Assuntos Constitucionais. A propósito deste caso, Teresa Morais teria considerado, “em abstracto, ilegal, mas não o quis comentar em concreto". "Quanto ao resto nada de concreto. Só posso concluir que temos uma secretaria de estado dos assuntos parlamentares e da igualdade sem qualquer atitude positiva em relação às questões LGBT", escreveu então Isabel Moreira no seu blogue.

 

Já segues o dezanove no Facebook?