Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Rupaul Drag Race: Quem será a próxima Super Estrela Drag?

Após uma longa espera para os fãs, estreou esta segunda-feira nos EUA a quarta edição de Rupaul Drag Race, um reality show do canal americano Logo. Ao longo de vários episódios, um grupo de drag queens competirá para ver quem será coroada como a próxima super estrela americana do travestismo. O programa é apresentado pela drag queen Rupaul que em 1990 gravou o álbum Supermodel of the World.

 

 

Seguindo o modelo típico de outros reality shows, em cada semana as concorrentes são postas à prova, para no fim do episódio uma ser eleita "a rainha da noite", e as duas piores terem de se disputar em palco numa interpretação, para ver qual será eliminada. As provas vão desde sessões de fotografia temáticas, provas de confecção de vestidos com recursos limitados, a provas de imitação de personagens famosas ou participar num spot para uma campanha publicitária. Tudo isto sempre alimentado com lantejoulas, purpurinas, maquilhagem e conflitos de personalidades com muito “drama, drama, drama” ou não se achassem todas elas as rainhas da festa.

 


O programa, estreado em 2009, conseguiu ao longo das três edições anteriores angariar uma legião de fãs pelo mundo fora. O programa tem o mérito de mostrar os segredos, as técnicas e a linguagem própria que as participantes usam quando estão nos bastidores, ao mesmo tempo que tem criado figuras carismáticas que acabam por se juntar ao panteão de artistas e personalidades pop, consumido por parte do meio LGBTQ+.

 

 

 

Desfrutando do sucesso de alguns prémios, como por exemplo o Prémio Média para Melhor Reality Show da associação norte-americana GLAAD (Aliança Gay e Lésbica Contra a Difamação), e do sucesso das edições passadas, o orçamento para esta série aumentou bastante, seja pelos prémios atribuídos (o valor do prémio em dinheiro subiu dos 20 mil dólares da primeira série para os 100 mil dólares da actual, cerca de 76 mil euros), seja pelos convidados e pela própria campanha publicitária em redor da estreia.

 


Rupaul Drag Race está a tornar-se numa nova referência da cultura LGBTQ americana (e não só). Como diz um dos jurados desta quarta edição, "Rupaul Drage Race não fica em nada atrás do America's Next Top Model".

Para quem não fica saciado com o episódio semanal, há cada semana um episódio gémeo, numa espécie de série paralela chamada "Rupaul's Drag race - Untucked", que se foca nos dramas e tricas que se passam nos bastidores em vez das provas em si.

 

 

 


Em Portugal, o programa, não tem, até ver, data ou canal de estreia. Mas nos tempos que correm, e com a tecnologia disponível, isso não parece ser um impedimento para quem estiver mesmo interessado em ver. O Youtube é uma boa fonte.

 

 

 



Pedro R.

 
Já segues o dezanove no Facebook?

1 comentário

Comentar