Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Primeiras reacções ao sim de Cavaco

“17 de Maio, Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia, ganha assim uma dimensão particularmente feliz para todas as portuguesas e portugueses que se preocupam com a igualdade entre todas as pessoas”, ILGA Portugal (site)

 

“A Igreja não tem atitudes discriminatórias contra ninguém e está plenamente convencida de que a situação destas pessoas poderia ser resolvida de um modo diferente. Isto é, não equiparando ao estatuto da família”, Jorge Ortiga, arcebispo de Braga e presidente da Confederação Episcopal Portuguesa (Diário Digital)

 

"Em tempos históricos, o nosso país já foi pioneiro em matérias tão decisivas de Direitos Humanos como a abolição da pena de morte. Não faz mal, pelo contrário faz bem, que Portugal possa também ser pioneiro na defesa dos Direitos Humanos, em matéria de defesa da dignidade humana, do desenvolvimento da personalidade de cada um e no combate às discriminações, nomeadamente as que tinham fundamento na orientação sexual”, Jorge Lacão, ministro dos Assuntos Parlamentares (Lusa)

 

“A prova de que existe esse consenso alargado é que, mesmo no caso de haver um veto político, haveria uma maioria parlamentar suficiente para confirmar o diploma”, António Filipe, deputado do PCP (Lusa)

 

“Nós compreendemos a decisão do Presidente da República e subscrevemos totalmente os fundamentos dessa decisão, mas deixando o alerta para as sérias reservas que o Presidente colocou a esta lei”, Miguel Macedo, líder parlamentar do PSD (Lusa)

 

"Não podemos deixar de dizer que discordamos desta decisão do senhor Presidente da República", Filipe Lobo D'Ávila, deputado do CDS-PP (Lusa)

 

“Um passo muito importante para a igualdade de direitos”, Helena Pinto, deputada do Bloco de Esquerda (Lusa)

 

“Eu no lugar do Presidente da Republica não teria promulgado uma lei que é decadente, degeneradora e degenerante” Alberto João Jardim, Presidente do Governo Regional da Madeira (Público)

 

"É um facto feliz, até pelo simbolismo que o dia tem [Dia Internacional contra a Homofobia e Transfobia]. No entanto, é apenas uma meia vitória, pois a questão da adopção entre pessoas do mesmo sexo ainda não está resolvida. Mas admito que é “porta aberta” para o resolver." Sérgio Vitorino, Panteras Rosa (CRIASnotícias)

 

(actualizado às 17:31)

2 comentários

Comentar