Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Boti García Rodrigo sucede a Antonio Poveda na FELGTB

A maior federação de activistas gays, lésbicas, bissexuais e transgéneros do país vizinho elegeu no passado fim-de-semana a mulher que conduzirá a FELGTB nos próximos três anos.

Entre as prioridades da Federação Estatal de Lésbicas, Gays, Transexuais e Bissexuais de Espanha (FELGTB), que congrega mais de 50 associações de defesa dos direitos das pessoas LGBT, está a defesa do casamento entre pessoas do mesmo sexo, um pacto de Estado sobre o VIH como prioridade política e o respeito pleno pela diversidade sexual a começar em ambiente escolar.

Receando a revogação à lei acesso ao casamento, que o Partido Popular Espanhol pretende introduzir através de um recurso à lei vigente, a FELGTB levou a cabo uma intensa campanha de defesa da igualdade de direitos durante a última campanha eleitoral.

Boti García é licenciada em Filosofia e Letras, foi presidente da associação COGAM e a primeira activista lésbica espanhola a candidatar-se a deputada pelo partido Izquierda Unida em 2004.

Antonio Poveda esteve cinco anos à frente da Federação e conseguiu aumentar o número de organizações LGBT federadas na FELGTB. Em 2010 o ex-presidente da FELGTB foi considerado para o jornal El Mundo um dos 500 homens mais influentes de Espanha.

Os estatutos da FELGTB determinam que quem exerce o cargo de presidente não pode fazê-lo por mais de três mandatos e que deverá existir uma alternância entre sexos para melhor representar o colectivo LGBT.

 

Já segues o dezanove no Facebook?