Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

KaZantip: O festival no Alqueva vedado a homens e mulheres homossexuais (com vídeo)

Está marcado para 20 de Julho a 26 de Agosto deste ano a estreia em Portugal do festival de música electrónica KaZantip. O evento vai decorrer na Barragem da Alqueva (Alentejo). "KaZantip é o nome de um dos maiores, mais loucos, mais porreiros, mais incomuns e mais longos festivais de techno, trance e house do mundo." É desta forma que o festival se descreve. O evento conta com uma edição na Ucrânia e, este ano, desloca-se para a Europa Ocidental.

O Kazantip tenta conciliar a música, actividades desportivas e uma forma descomplexada de relacionamento entre os participantes. Na imprensa é até chamado de "festival-orgia". No entanto, como explica a própria organização no seu site, "uma festa para heterossexuais e bi-girls". Homens e mulheres homossexuais não são, portanto, bem-vindos.

O festival tem até uma espécie de constituição que deverá ser seguida pelos participantes. Aí pode ler-se que o "incitamento de ódio racista e/ou de sentimentos machistas dentro de KaZantip Party Land é considerado uma das maiores afrontas à ideologia nacional" ou que "a moléstia sexual ou comportamento intrusivo com relação às cidadãs de KaZantip Party Land são considerados pelo código penal crimes tão graves como os demais e serão penalizados com deportação, mesmo que as cidadãs aparentem ser 'fáceis' (sic)".

Os responsáveis também alertam que apesar da "atmosfera favorável ao nudismo, a cópula em locais públicos não apropriados não é bem-vinda". Um bilhete para um dia custa 25 euros. O evento é organizado pela empresa suíça KaZantip GmbH.

 

Já segues o dezanove no Facebook?