Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Os filmes LGBT obrigatórios do IndieLisboa

Acompanhar o IndieLisboa’12 este ano poderá ser difícil. Passo a explicar: A partir de amanhã Lisboa (e arredores) vive uma intensa actividade cultural e desportiva que se estende até meados de Maio… Talvez numa espécie de preparação para as Festas de Lisboa em Junho.

 

De 24 de Abril a 13 de Maio decorre a 82ª Feira do Livro de Lisboa, ao longo de 20 dias os livros são os protagonistas, com debates e apresentações, entre muitas outras actividades. Através de uma perspectiva histórica, o canto será abordado como expoente musical da voz n’Os Dias da Música em Belém  - A Voz Humana | O Canto Através dos Tempos, que decorre nos dias 27, 28 e 29 de Abril no CCB. O Estoril Open realiza-se de 28 de Abril a 6 de Maio e teremos oportunidade de ver algumas das maiores estrelas do ténis mundial, como por exemplo Frederico Gil, Rui Machado, Roberta Vinci, Maria Kirilenko, Anabel Medina Garrigues e Juan Martin del Potro, estes últimos vencedores do ano passado.

 

A rivalizar com estas três iniciativas temos o 9.º Festival Internacional de Cinema de Lisboa que nos acompanhará durante uma semana e meia, de 26 de Abril a 6 de Maio. Com cinema independente para todos os gostos e de todos os feitios o IndieLisboa’12 traz a Portugal 233 filmes (82 longas e 151 curtas metragens) para as várias secções do festival.

 

Destas películas 12 são ou têm contornos LGBT. Destacamos as quatro curtas-metregens portuguesas: "Atracados" (2012, ficção, 10') de Filipe Afonso; "Julian" (2012, ficção, 10', co-produção com o Reino Unido) de António da Silva; "Mulher.Mar" (2012, ficção, 20') de Filipe Pinto e Pedro Pinto; e por último "Palácios de Pena" (2011, ficção, 55') de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt. Nas longas-metragens destaque para as 3 películas (num total de 10) do realizador Lionel Baier, membro do Júri da Competição Internacional de Longas-metragens a par de João Canijo e Agnès Wildenstein: "Comme des Voleurs - (À L'Est)" (2006, ficção, Suiça/França, 112'); "Garçon Stupide" (2004, ficção, Suiça, 94'); "Un Autre Homme" (2008, ficção, Suiça, 90').

 

Bons filmes e bom cinema se puderem e se conseguirem.

 

Luís Veríssimo