Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Prisões continuam nos Camarões e no Zimbabué

Nos Camarões, uma discussão entre dois homens após um encontro casual acabou na prisão. Emile e Fabien envolveram-se numa discussão, em que um reclamava dinheiro do outro, depois de terem tido relações sexuais. A extorsão acabou por resultar numa queixa na polícia. No entanto, a polícia acabou por prender os dois cidadãos camaroneses. Segundo a advogada Alice Nkom, presidente da ADEFHO (Association pour la Défense de l’Homosexualité), nos Camarões a lei condena com uma pena de prisão de cinco anos as relações homossexuais quando as pessoas são apanhadas em “flagrante delito”. Na semana passada, segundo a Associated Press, a polícia do Zimbabué deteve os activistas de direitos LGBT Ellen Chadehama (34 anos) e Ingatius Mhambi (38 anos). A detenção ocorreu na sede da associação Gays and Lesbians of Zimbabwe (GALZ). A polícia alega que eram portadores de pornografia e de drogas perigosas. A polícia também levou vários documentos que se encontravam na associação. As violações dos direitos humanos no continente africano não ficam por aqui. O casal homossexual Tiwonge Chimbalanga (20 anos) e Steven Monjeza (26 anos) foi sentenciado a 14 anos de prisão na quinta-feira passada, após de ter sido condenado por sodomia e indecência.

2 comentários

Comentar