Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Quim Barreiros canta “Um casamento panasca com muita animação”

“Os políticos aprovaram o casamento gay. Nem todos estão de acordo com a aprovação da lei. O Zezinho paneleiro casou com o Manuel das tricas. E convidaram a família, os amigos e os maricas. Um casamento panasca com muita animação.” Este é uma das passagens da música Casamento Gay de Quim Barreiros, que integra no novo álbum Deixa-me Chutar e que está a gerar várias críticas entre a comunidade LGBT.


Ao Correio da Manhã o cantor referiu que desconhece o significado das palavras “homossexual” e “homofóbico”, mas, continuou, “sei o que é um paneleiro. E fiz uma cantiguinha usando o português corrente, porque o meu público não vai à Gulbenkian”.


Paulo Jorge Vieira, da associação Não Te Prives, considerou, em declarações ao JN, que “este é um registo de um cantor profundamente sexista, que usa palavras que são claramente usadas como fonte de discriminação contra a qual lutamos”. Também João Carlos Louça, activista das Panteras Rosa, considerou ao JN que Quim Barreiros “acrescenta ao extremo sexismo de composições anteriores, a homofobia mais primária, no mau gosto de sempre. Ele próprio tenta vender um estereótipo de macho latino boçal, que nada corresponde à percepção que hoje o conjunto da sociedade tem dos temas da igualdade e dos direitos humanos”.


No YouTube, sucedem-se os comentários homofóbicos à canção. É o caso do utilizador do YouTube bynia6, que escreveu: “Grande som pós gays! ponham este som a tocar no vosso suposto casamento! vocês são anormais deus criou nos para termos mulher! Doentes.” (sic)



                  

3 comentários

Comentar