Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Le Marais de Lisboa celebra três anos de convívio luso-francês

Stephane Fanucchi recebe todos os que entram no Le Marais com um sorriso. Nos últimos três anos o bar de inspiração francesa esteve aberto ininterruptamente, Stephane quase não teve férias, mas o sorriso permanece. O dezanove.pt falou com o dono do bar que por amor deixou tudo em França, o seu país natal, e veio para Lisboa montar o seu bar no bairro de Santa Catarina.

 

dezanove: Como surgiu a ideia de criar um bar de inspiração francesa em Lisboa?

Stephane Fanucchi: A história começa há quatro anos quando vim a Lisboa passar férias. Apaixonei-me pelo Tozé, que hoje é o meu namorado, e decidi deixar tudo em França e vir para Portugal. Sempre tive a ideia de ter um negócio meu. Arrisquei e deixei o meu emprego em França onde sempre trabalhei em grandes empresas. O negócio acabou por surgir em formato de bar com o nome do bairro gay de Paris.

 


O que costuma haver no Le Marais?

Abrimos ao fim da tarde, mas estamos abertos todos os dias da semana até às duas da manhã (e sextas e sábados até às 4 da manhã) e por isso temos de fazer coisas diferentes.

Todas as quartas e sábados já é habitual termos os nosso apero-buffets, isto é, as pessoas vêm cá ao fim da tarde relaxar do dia de trabalho e enquanto consomem uma bebida nós oferecemos as tapas. Às vezes existem temas específicos para o apero buffet (já tivemos cozinha russa ou afrodisíaca com ostras), outras vezes são coisas que eu próprio faço.

Aos Domingos é dia dos famosos brunchs franceses, por isso abrimos às 13 horas e às 23 horas estamos a fechar.

Mas o Le Marais também tem sido o espaço escolhido para festas ou encontros, como aconteceu com o festival QueerLisboa o ano passado. Em Março aconteceu uma coisa muito gira: fomos escolhidos como local de rodagem de uma cena do filme "Comboio Nocturno para Lisboa", com Jeremy Irons.

 


O que nos podem dizer sobre a festa desta sexta-feira, 13 de Julho? O que há para celebrar?

Vai ser uma festa com música francesa dos anos 70 e 80 do estilo retro a partir das 23 horas. Estão todos convidados e a entrada, como sempre é gratuita. O nosso ambiente celebra há três anos o encontro das culturas de dois países, mas também de dois bairros históricos: o bairro gay de Paris com um dos mais belos de Lisboa. Na nossa opinião Lisboa e Paris são, talvez, as mais bonitas cidades do mundo e isso vale a pena celebrar sexta-feira e todos os dias, por exemplo, com uma sopa de champanhe, uma das nossas especialidades.

 

Já segues o dezanove no Facebook?

 

2 comentários

Comentar