Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Governo belga endurece leis anti-homofobia (com vídeo)

Três meses após o assassinato de um homem na cidade belga de Liège, o governo de Elio Di Rupo avança com novas sanções que poderão ir até à pena de prisão perpétua para os agressores que actuem com base na homofobia ou racismo e causem a morte das vítimas.

 

Em Abril deste ano Ihsane Jarfi, de 32 anos, assumidamente homossexual e de origem árabe, foi barbaramente morto por quatro homens numa festa. Seu corpo foi depois encontrado abandonado num campo. Os indícios sobre o móbil do crime apontam para homofobia e racismo num crime que chocou o país. (reportagem da televisão RTL infra)

O primeiro-ministro belga prometeu ser implacável: “Queremos uma sociedade livre e tolerante e não podemos admitir que o racismo ou a discriminação sejam a causa de gestos de violência”. As novas sanções vão ser debatidas pelo parlamento da Bélgica e prevê-se que as medidas sejam adoptadas até ao final deste ano. Actualmente, para casos de homicídio, a legislação belga prevê 20 anos de prisão e 5 anos nos casos de agressão física. A nova proposta de lei pretende ampliar esta última sanção para os 30 anos de prisão.

Já esta semana dois homens, um de 35 e outro de 55 anos, foram violentamente agredidos por dois irmãos com 20 e 28 anos, num café da estação de comboios da cidade flamenga de Aalst. Os homens tiveram de ser hospitalizados devido à gravidade dos ferimentos.

 

 

Já segues as notícias do dezanove no Facebook?