Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

28. Festroia: vamos ter filmes LGBT em terras do Sado (com vídeos)

O Festroia está de regresso, este ano um pouco mais tarde, de 21 a 30 de Setembro, mas com a mesma diversidade com que sempre nos habituou: serão exibidos filmes de cerca de 40 países. Já na sua 28.ª edição o Festival está também de volta à casa mãe, o renovado Fórum Luísa Todi. O Festival sadino faz uma homenagem ao cinema croata, pois "é uma consequência natural de mais de uma década de apresentação de filmes oriundos da Croácia ao público português". E onde a actriz portuguesa Alexandra Lencastre será homenageada com o Golfinho de Ouro de Carreira e o actor croata Rade Serbedzija será agraciado com o Golfinho de Carreira.

No 28.º Festroia também há a possibilidade de vermos "filmes que de alguma forma envolvem a temática LGBT". Nas palavras da directora do Festival, Fernanda Silva, "A selecção feita pelo Festroia tem em conta a qualidade dos filmes e o interesse dos temas abordados sem distinguir tendências pessoais, sexuais ou outras. É para nós apenas importante trazer algo de novo, sensível e até educativo ao público.".

 


Temos assim uma selecção de 9 filmes:
 

"7 seX 7" ("7 seXo 7", 2011, Croácia, 87') de Irena Škoric, 21 de Setembro, sexta-feira, 00h, Auditório Municipal Charlot, Homenagem a um País - Croácia.
Este filme parte de sete contos eróticos filmados num só take para criar uma longa-metragem que segue os princípios dramáticos de unidade de tempo, lugar e acção de Aristóteles. É uma espécie de “Decameron” moderno, a partir dos momentos íntimos da vida de cinco casais heterossexuais, de duas lésbicas e de um par homossexual masculino. A voz do erotismo é a voz do indirecto e, como tal, as histórias não se focam em sexo explícito. Ao invés, explora-se a natureza intrigante das relações humanas e captam-se os momentos fugidios que comunicam tão intensamente a tensão erótica. Estas narrativas são, simultaneamente, ímpias, espirituosas e amargas. O resultado final da sua estrutura, estilo e expressão não é um mosaico mas uma unidade fílmica única.





 

"Wedding Daydream" ("Devaneio de Casamento", 2004, Alemanha, 10') de Ansgar Ahlers, 22 de Setembro, sábado, 21h30, Auditório Municipal Charlot, Curtos Europeus.
Em que pensam a noiva e o noivo naqueles momentos em que estão frente ao altar, a poucos minutos de mudar de vida? Subitamente, três raparigas de sonho surgem atrás do padre. E o noivo começa a ficar cada vez mais nervoso...

 

 

"Out" ("Fora", 2010, Israel, 35') de Roee Rosen, 26 de Setembro, quarta-feira, 11h, Auditório Municipal Charlot, Short Matters!.
Uma sessão BDSM, acrónimo para a expressão "Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo", torna-se num exorcismo político quando a pessoa submissa reage aos golpes com citações do ministro dos Negócios Estrangeiros de Israel, Avigdor Lieberman, um político de extrema-direita.

 



 

"Family Meals" ("Refeições em Família", 2012, Croácia, 50') de Dana Budisavljevic, 26 de Setembro, quarta-feira, 15h, Auditório Municipal Charlot, O Homem e a Natureza.
Uma celebração de aniversário junta uma família, cinco anos após o seu último encontro. Eles começam a questionar o que os fez afastarem-se uns dos outros. Através das refeições em família, o filme desvenda o quão importante é sentirmo-nos aceites por aqueles que amamos.

 



 

"The Good Neighbour" ("O Bom Vizinho", 2011, Alemanha, 96') de Stephan Rick, 26 de Setembro, quarta-feira, 15h, Fórum Luísa Todi, Thriller Europeu.
David, um jovem jornalista agitado e ambicioso, acaba de se mudar para uma nova cidade e pretende, antes de mais, instalar-se e conhecer pessoas. Na chegada, conta com o auxílio de Robert, um vizinho prestável mas que pouco tem em comum com ele. Uma noite, quando os dois regressam de um bar, David atropela uma ciclista e, pressionado por Robert, deixa-a no local do acidente, pondo-se em fuga e, posteriormente, eliminando os vestígios do sucedido. Para Robert, David está agora inexoravelmente unido a ele pelo segredo, mas o jornalista, consumido pela culpa, tenta remediar o dano junto de Vanessa, irmã da vítima, com quem acaba por se envolver. Só que o amistoso vizinho não vê com bons olhos este relacionamento, que o impede de ter David apenas para si, e resolve agir.



 

"Pink & Green" ("Rosa e Verde", 2012, África do Sul, Brasil, EUA, 29') de Elias Ribeiro, 26 de Setembro, quarta-feira, 17h30, Auditório Municipal Charlot, O Homem e a Natureza.
Mário é um brasileiro que vive em Los Angeles com o seu parceiro Adam. Quando o seu visto não é renovado, ele descobre que só pode permanecer legalmente no país se casar com uma mulher. É então que conhece Linda, uma doce lésbica que concorda em casar com ele... se ele a engravidar!

 



 

"Kiss & Kill" ("Beija e Mata", 2011, França, 10') de Alain Ross, 26 de Setembro, quarta-feira, 21h30, Fórum Luísa Todi, Curtos Europeu.
Sam e Rico, dois assassinos profissionais, recebem ordens de Toni, líder do gang, para matar alguém. A sua amizade vai agora ser testada...

 

 

"The Parade" ("A Parada", 2011, Sérvia, Croácia, Macedónia, Montenegro, Eslovénia, 116') de Srdjan Dragojevic, 26 de Setembro, quarta-feira, 21h30, Fórum Luísa Todi, 27 de Setembro, quinta-feira, 00h, Auditório Municipal Charlot, Secção Oficial.
Radmilo e Mirko são um casal gay, que poderiam ser felizes em qualquer parte do mundo... excepto na Sérvia. Tentam viver da forma mais discreta possível mas, mesmo assim, cada dia que passa equivale a uma nova agressão por parte da maioria homofóbica. Mirko é activista pelos direitos dos homossexuais e o seu sonho é organizar a primeira “parada do orgulho gay” em Belgrado. O problema está em que organizações nacionalistas e neo-nazis estão a fazer planos para atacar os participantes na iniciativa. Perante isto, viram-se para um auxílio improvável: um sérvio de meia-idade com um historial pouco aconselhável e nada simpatizante da causa gay. Conseguirá ele pôr de lado os seus próprios preconceitos para ajudar o casal a concretizar os seus propósitos?



 

"Fine Dead Girls" ("Belas Defuntas", 2002, Croácia, 77') de Dalibor Matanic, 29 de Setembro, sábado, 17h30, Fórum Luísa Todi, Thriller Europeu.
Iva e Marija, um casal de lésbicas, alugam um apartamento num edifício de Zagreb que parece oferecer um ambiente tranquilo para o seu amor.
No mesmo prédio vivem a dominadora Olga com o marido e o filho adulto, Daniel, a prostituta Lidija, um médico que pratica abortos num dos andares, uma doméstica vítima de abuso, um antigo soldado que ouve música militar à noite e um homem que mantém em casa o corpo da sua recém-falecida esposa. Enquanto Olga procura que Daniel se relacione com uma das inquilinas recém-chegadas, o religioso pai de Marija, que anda no rasto da filha, tenta que Lidija seduza Iva, para pôr fim ao romance entre as duas jovens. A força da relação entre as raparigas não consegue impedir que, face à descoberta de que são lésbicas, o clima no prédio se torne progressivamente mais agressivo.


 



 

Bons filmes em terras do Sado!

 

Luís Veríssimo


 

Já segues o dezanove no Facebook?