Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

O palmarés do Queer Lisboa 16: "Keep the Lights On" bisa nas distinções (com vídeo)

91 filmes depois a 16ª edição do Queer Lisboa chegou ao fim este Sábado no Cinema São Jorge em Lisboa. A organização aponta que tenham passado pelo certame cerca de 7500 espectadores ao longo dos nove dias do festival de cinema mais antigo da capital.

O prémio da Melhor Longa-Metragem foi atribuído ao filme norte-americano “Keep the Lights On”, de Ira Sachs. O júri, composto por João Federici e João Rui Guerra da Mata, justifica a escolha porque a fita, também galardoada em Fevereiro com um Teddy em Berlim, “olha para o real sem tropeçar na facilidade do realismo social” e “usa o cuidado de uma direcção de fotografia clássica e uma banda sonora que não é mero papel de parede para nos conduzir ao espaço de uma vida a dois, respirando verdade mas, ao mesmo tempo, uma ideia de construção de som e de imagem. E isso é cinema”.

Nesta categoria o vencedor da Queer Palm, “Beauty”, realizado por Oliver Hermanus, recebeu uma menção honrosa pelo seu “argumento poderoso”, assim como a fita “She Monkeys”, realizada por Lisa Aschan, “pela invulgar força de uma primeira obra”.

 

Melhores Actores e Melhores Actrizes

Thure Lindhart, pela sua interpretação em “Keep the Lights On” e Deon Lotz “Beauty” justificam para o júri o prémio de Melhor Actor, em ex-aequo, “Pelos seus retratos distintos, mas partilhando em comum a capacidade em vestir serenamente a pele de figuras extremas.”

No Prémio de Melhor Actriz, também em ex-aequo, foram galardoadas Cláudia Ohana e Vanessa Giácomo do filme “A Novela das 8”, de Odilon Rocha. A distinção de ambas celebra “em cinema a alma de uma expressão da cultura popular do Brasil: a novela”.

 

Melhores Documentários

João Pedro Vale, Travis Jeppesen e Leonor Noivo, membros do Júri da Competição para o Melhor Documentário, decidiram atribuir o Prémio de Melhor Documentário ao filme Jaurès, de Vincent Dieutre. Foi também atribuída uma menção especial à obra brasileira “Olhe Pra Mim de Novo”, realizado por Cláudia Priscila e Kiko Goifman.

 

Melhores Curtas

"Bankers", realizado por António da Silva foi considerado pelo júri composto por Paul Macgregor, Vítor d’Andrade e Isilda Sanches a Melhor Curta-Metragem Nacional do Queer Lisboa.  Segundo o júri, a curta foi merecedora do prémio  no valor de 5000 euros “pela sua afirmação sexual e também política da promiscuidade do sistema financeiro.” A Melhor Curta-Metragem Internacional foi para o filme “Along the Road” de Anette Gunnarsson e Jerry Carlsson.

 

Prémios do Público

Para o público que esteve presente no festival a Melhor Longa-Metragem foi “A Novela das 8”,  Melhor Documentário “Vito”, de Jeffrey Schwarz, e a Melhor Curta-Metragem “Ce N’Est Pas un Film de Cow-boys” de Benjamin Parent.

 

Agenda

Alguns dos filmes vencedores serão exibidos no Teatro do Bairro (Bairro Alto, Lisboa) nos próximos dias 4 e 5 de Outubro às 21 horas:

A 4 de Outubro: "Bankers" e "Jaurès" e a 5 de Outubro: "Along the Road" e "Keep the Lights On".

E a 16 de Outubro é a vez da extensão do Queer Lisboa chegar mais uma vez à cidade de Coimbra, onde serão apresentados no Teatro Académico Gil Vicente três títulos de produção brasileira: “Gisela”, “Olhe para mim de novo” (18h) e “A Novela das 8” (21h).

 

O Queer Lisboa, edição 17, está de regresso a Lisboa em 2013 nas datas de 20 a 28 de Setembro.

Vê como o dezanove acompanhou o Queer, o Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa aqui.

Álbum de fotos do festival aqui.

 

Já segues o dezanove no Facebook?