Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Segundo Guimarães noc noc mais queer

Arrancou o ano passado e deixou uma marca na cidade berço. A segunda edição do festival de cultura transversal Guimarães noc noc começou esta sexta-feira e vai invadir as ruas da cidade até ao próximo Domingo, 7 de Outubro. O evento conta com a participação de cerca 500 artistas, 25 deles vindos propositadamente do Japão.

Comparativamente com a edição anterior, a segunda edição do Guimarães noc noc conta com a participação de mais artistas LGBTQ (Q de Queer) e das mais variadas áreas artísticas. Alguns dos artistas presentes são:

João Ventura e Nuno Vasconcelos trazem-nos uma espécie de "ensaio para um funeral, um cliché, a truly hot cliché" chamado Poker Face (Bitchafication process), a história ficcionada de João.

Luís F. Carvalho apresenta uma experiência extra sensorial designada por “Darkroom” para estimular os sentidos numa aventura emocionante.

O multifacetado Luís Pedro de Castro, que utiliza o alter-ego artístico de Strangelfreak, apresenta um mix entre fotografia e vídeo intitulado “Public privacy - show me yours, i’ll show you mine”.

“Meter o dedo na ferida amadurece” é o concerto que Antonio Onio traz a esta segunda edição.

Também depois do aquecimento em Julho, António Vieira regressa com o seu trabalho artístico ao noc noc.

O Guimarães noc noc, integra a Capital Europeia da Cultura 2012, é promovido pela associação Ó da Casa! e tem mais de 320 projectos espalhados por 70 espaços de acesso livre.

 

Já segues o dezanove no Facebook?