Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

“Esta não é a terra prometida”, uma performance sobre violência contra pessoas LGBT em Évora

“Esta não é a terra prometida” é uma reflexão sobre a aceitação e a diferença, a rejeição e os silêncios, partindo de relatos de casos reais, fictícios ou deturpados de violência exercida contra uma minoria, neste caso exercida sobre as lésbicas, gays, bissexuais e pessoas transgéneras.

A prestação artística fica a cargo do bailarino e performer, Márcio Pereira, artista associado da Colecção B, e que parte para a acção com base em questões como “Sabia que, só em Portugal, segundo um estudo aplicado a 943 pessoas, 58% já foi vítima de algum tipo de violência psicológica ou física?” ou “Sabia que, só na cidade de São Paulo, no ano de 2005, 72% da população LGBT foi vítima de discriminação pela sua orientação sexual?” ou ainda “E sabia que 40% dos entrevistados confessou não ter denunciado os agressores?”

O discurso do deputado independente pelo PS, Miguel Vale de Almeida, aquando da discussão do casamento entre pessoas do mesmo sexo na Assembleia da República, também serve de mote e inspiração à performance com duração de 30 minutos e que está em cena esta quinta, sexta e sábado na Igreja de São Vicente (Évora), integrada nos Ciclos de São Vicente: ”Nasceram para uma sociedade que lhes disse que o seu amor não tinha nome; que o seu destino era obrigatoriamente a heterossexualidade; aprenderam nomes insultuosos para designar o mais íntimo e estruturante das suas personalidades; viram-se obrigadas a viver na vergonha, no silenciamento e na ocultação; em tempos e lugares não muito distantes foram encarceradas, torturadas, submetidas a tratamentos forçados, enviadas para campos de concentração. Ainda hoje e entre nós, temem represálias no emprego, temem o insulto na rua, temem a alienação familiar e das redes de amizade.”

 

 

Bilhete: 5 euros com descontos para estudantes, reformados e desempregados

De 11 a 13 de Outubro, Igreja de São Vicente, Évora


 

Já segues o dezanove no Facebook?