Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Contra casamento gay: "Um homem também não pode se casar com uma cabra"

O texto de José Roberto Guzzo, publicado na edição da semana passada da revista Veja, está a causar grande polémica entre a comunidade LGBT do Brasil. O autor considera que há uma "tentativa" de tornar a comunidade LGBT num "grupo de pessoas especiais".

 

Exemplo disso é, na sua opinião, "a postura de seus porta-vozes quanto ao problema da violência, imaginam-se mais vitimados pelo crime do que o resto da população; já se ouviu falar em 'holocausto' para descrever a sua situação. Pelos últimos números disponíveis, entre 250 e 300 homossexuais foram assassinados em 2010 no Brasil. Mas, num país onde se cometem 50000 homicídios por ano, parece claro que o problema não é a violência contra os gays; é a violência contra todos". A própria comunidade LGBT estará a usar a palavra homofobia para "designar com frequência tudo o que não agrada a entidades ou militantes da 'causa gay'". Exemplo: "Na última Parada Gay de São Paulo, os organizadores disseram que '4 milhões' de pessoas tinham participado da marcha – já o instituto de pesquisas Datafolha, utilizando técnicas específicas para esse tipo de medição, apurou que o comparecimento real foi de 270000 manifestantes, e que apenas 65000 fizeram o percurso do começo ao fim. A Folha de S.Paulo, que publicou a informação, foi chamada de 'homofóbica'.
Já sobre o casamento, o escritor defende no mesmo artigo que é "um direito que tem limites muito claros. O primeiro deles é que o casamento, por lei, é a união entre um homem e uma mulher; não pode ser outra coisa. Pessoas do mesmo sexo podem viver livremente como casais, pelo tempo e nas condições que quiserem. Podem apresentar-se na sociedade como casados, celebrar bodas em público e manter uma vida matrimonial. Mas a sua ligação não é um casamento – não gera filhos, nem uma família, nem laços de parentesco". E dá um exemplo caricato para ilustrar a sua opinião: "Um homem também não pode se casar com uma cabra, por exemplo; pode até ter uma relação estável com ela, mas não pode se casar".
O autor escreve ainda que a aceitação da homossexualidade não está relacionada com "paradas gay ou projetos de lei contra a homofobia, e sim pelo avanço natural das sociedades no caminho da liberdade". José Roberto Guzzo é director editorial do grupo Exame e colunista das revistas Exame e Veja.
 Nas redes sociais e em blogues multiplicaram-se os textos e as montagens de imagens a criticar o texto. Vários vídeos no YouTube estão a parodiar o texto. Foi até criado um blogue onde são publicadas fotos de cabras que querem casar.

 

 

2 comentários

Comentar