Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Ana Zanatti distinguida nos Prémios Média: "O que mais conta na vida familiar de uma criança é o amor"

A associação LGBT com maior impacto geográfico em Portugal atribuiu este Domingo os prémios que distinguem as personalidades que mais contribuiram durante o ano para a desconstrução de estereótipos associados e à orientação sexual e identidade de género. A cerimónia, organizada pelo oitavo consecutivo pela associação juvenil rede ex aequo, decorreu no Jardim de Inverno, no Teatro S. Luiz, em Lisboa, e distinguiu escritoras, argumentistas, e directores.

 

Ana Zanatti bisou como premiada desta vez pela obra "Teodorico e as Mães Cegonhas", um livro que "quis contribuir para formar todas as pessoas para a diversidade", referiu. Em 2009 a escritora foi premiada pela mesma associação devido à condução do programa "Sete Palmos de Testa" (RTP). A escritora reafirmou a sua postura pela defesa da igualdade de direitos afirmando que "o que mais conta na vida familiar de uma criança é o amor" e que impedir com uma lei obsoleta o exercício da parentalidade aos casais do mesmo sexo não faz sentido sobretudo após a aprovação da lei do casamento.

A autora de "Luanda, Lua", Marta Morgado, foi também uma das escritoras distinguidas e justificou a escrita do livro para mostrar a diversidade das diferentes famílias ao filho Matias. Margarida Fonseca Santos, autora da obra bilingue "Saber ao Certo"/"Quiero Estar Seguro", explicou que o conto sobre Filipe, o jovem que se assume a sua homossexualidade, reflecte diferentes maturidades de uma história, que a associação AMPLOS quer levar às escolas de todo o país.

Os argumentistas da versão portuguesa da novela "Dancing Days" (SIC), pela inclusão de um casal homossexual protagonizado por Vítor Norte e Paulo Pinto, e os responsáveis pelo guião da nona série de "Morangos Com Açúcar" (TVI), que incluiu uma história sobre a assumpção da sexualidade de uma jovem lésbica, foram também premiados. A série da TVI já arrecadou três galardões da associação juvenil por abordar de modo positivo questões LGBT nos episódios da série mais vista pelos jovens portugueses.

Enquanto director do canal SIC Radical, Pedro Boucherie Mendes foi galardoado pela escolha de transmitir as séries "Físico-Química" e "Lip Service - As Liberais". Marisa Teixeira e Hugo Lourenço, responsáveis da revista temática Qüir, fecham o lote de distinguidos pela associação juvenil.

 

Já segues o dezanove no Facebook?

 

 

Álbum de fotos do evento aqui.