Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Milhares de franceses nas ruas contra e a favor do casamento e da adopção para todos (com vídeos)

Foi um fim-de-semana com posições estremadas em várias cidades francesas. Os números dão conta que no Sábado mais 100 mil franceses se manifestaram em Paris, Lyon, Marselha, Rennes, Nantes e Toulouse.

As manifestações foram designadas por “Manif por todos” e reuniram os opositores ao casamento e à adopção por parte de casais do mesmo sexo. No Domingo foi a vez do Institut Civitas, um organismo de inspiração católica radical, se mobilizar contra o projecto de lei que prevê alargar os direitos de igualdade no acesso ao casamento e à adopção previsto para entrar em vigor a partir de 2013 naquele país.

Também os defensores da igualdade se reuniram em várias cidades. Em Paris estimam-se que cerca de 70 mil pessoas (números oficiais) se tenham manifestado. A guerra de números coloca acima os números das associações em comparação com os das autoridades. Os activistas reclamam ter levado 200 mil pessoas às ruas de Paris. Mas a guerra não foi apenas de números. Em várias cidades houve confrontos. Em Toulouse foi necessário que a polícia lançasse gás lacrimogénio depois de duas facções rivais se terem misturado. Em Paris uma jornalista e militante feminista foi atacada por manifestantes que se opunham ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Julien Dufou, candidato da Frente Nacional às eleições legislativas, comentou no Twitter uma foto (à direita) das manifestantes pró-LGBT da seguinte forma "A vergonha vem do estrangeiro. Estas vem agora dizer-nos como deve ser a nossa sociedade, para um gang bang até que estariam bem, mas de resto calem-se cabras."

Em Poiters e em Clermont-Ferrand os activistas de defesa das pessoas LGBT optaram por acções de protesto conhecidas por beijaços.

 

 

3905 9096

 

A próxima manifestação pró-Direitos LGBT está marcada para 16 de Dezembro e a 13 de Janeiro é a vez daqueles que se opõem à aplicação da nova lei.

 

Já segues o dezanove no Facebook?

2 comentários

Comentar