Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

O coronel amante de Miss Pirangi na novela "Gabriela"

Até a novela de época "Gabriela" (SIC) tem um casal gay. O caso não existe no livro homónimo que serve de base à história, da autoria de Jorge Amado. Quem segue a novela já sabe que o Bataclã foi invadido por um mistério. Quem é o homem que sustenta Miss Pirangi?

 

As desconfianças avultaram-se quando Pirangi pagou a dívida de Lindinalva à proprietária da casa de meninas, Maria Machadão. Dorotéia vai descobrir que o filho, coronel Amâncio, tem uma relação com Pirangi. Tudo começa quando o coronel Coriolano vai à casa de Dorotéia e diz que ela já foi quenga. Segundo ele, o nome dela era Dodô Tanajura e, quando nova, dançava nua para os clientes. No meio da confusão, Pirangi chega e invade a casa de Dorotéia, para pedir que ela apoie o casamento de Zarolha e Manoel. Enquanto Berto discute com Pirangi, o assistente começa a gritar que, se sair dali, vai contar para toda a gente quem é o seu amante. Desesperado, o coronel pede para ele se calar. Pirangi confirma: "Amâncio! Amâncio! Amâncio!"

Gildeci Leite, professor da Universidade do Estado da Bahia e especialista na literatura de Jorge Amado, questionado sobre a existência da relação homossexual, considera que não fere a obra original. "Jorge Amado escreveu sobre relações homossexuais em outro livro, 'Suor'. Acho que isso não é muito comum na sua obra, pois não era uma questão forte na época", explicou em declarações à imprensa brasileira.

 

2 comentários

Comentar