Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Sida: Factos, problemas e iniciativas

1 de Dezembro é o Dia Mundial de Luta Contra a Sida. Há vários factos, problemas e iniciativas a assinalar. Vamos primeiro aos números.

O último relatório do Instituto Ricardo Jorge revelava que em 2011 foram diagnosticados 900 novos casos de infecção por VIH. Os heterossexuais continuam a ser o grupo mais representativo de pessoas infectadas (60% dos casos). Já os homossexuais e bissexuais representam 26% dos novos indivíduos seropositivos. Em Portugal foram até ao momento contabilizadas 7.800 mortes causadas pela sida, sendo que cerca de 50% eram toxicodependentes. Até ao ano passado foram registadas 41 mil pessoas seropositivas nos diferentes estágios da doença.

 

O estado do VIH no mundo

Pelo menos 2,5 milhões de pessoas contraíram o VIH em 2011, ano em que se calcula que viviam, em todo o mundo, 34 milhões de pessoas infectadas. Destas pessoas, 23,5 milhões estão na África sub-sariana, cinco milhões na Ásia, 1,4 milhões na América Latina, 1,4 milhões na América do Norte, 900 mil na Europa, 300 mil no Médio Oriente e África setentrional, 230 mil no Caribe e 53 mil na Oceânia. Os números são da agência das Nações Unidas para a sida (ONUSIDA).

A África sub-sariana continua a ser a região mais afectada do mundo, com um em cada 20 adultos infectados com o VIH, o que representa 69 por cento da população mundial que vive com o vírus As infecções na Europa de Leste e na Ásia Central também começaram a aumentar desde meados da década de 2000. Segundo o relatório, Moçambique, África do Sul, Jamaica, Quénia, México, Serra Leoa, Níger ou Tailândia são alguns dos países com comportamentos positivos. Em sentido oposto surgem Bangladesh, Geórgia, Guiné-Bissau, Indonésia, Cazaquistão, Quirguistão, Filipinas, Moldávia e Sri Lanka aumentaram em pelo menos 25 por cento o número de novas infecções.

 

 

Vários projectos em perigo

Sérgio Vitorino, do colectivo Panteras Rosa, denunciou recentemente que as políticas de austeridade estão a pôr em causa a política de combate ao VIH. Segundo o responsável, pode-se estar perante o fim dos preservativos gratuitos, o fim do programa de troca de seringas nas farmácias, o racionamento de tratamentos a doentes VIH e o desmantelamento do Programa Nacional de Combate ao VIH. De acordo com Sérgio Vitorino, "sem anúncio e muito discretamente, acabaram os preservativos masculinos e femininos gratuitos a nível nacional". Apesar de a Coordenação Nacional para a Infecção VIH garantir que o assunto será resolvido, existirão neste momento no armazém da Comissão "apenas mil preservativos (igual a nada)".

 

 

Projectos LGBT que marcaram o ano

Em Setembro, coincidindo com o festival de cinema Queer Lisboa, o centro comunitário CheckpointLX lançou uma campanha de angariação de fundos. O CheckpointLX é um centro de rastreio gratuito do VIH para homens que fazem sexo com homens (HSH), localizado no Príncipe Real, em Lisboa. Inaugurado em 2011, realizou no primeiro ano de actividade mais de dois mil testes.

Em 2012 foram ainda para a rua duas campanhas inéditas: a primeira campanha anti-discriminação sobre trabalho sexual em Portugal e a brochura do GAT (Grupo Português de Activistas sobre Tratamentos de VIH/SIDA) e do CheckpointLX protagonizada por caras conhecidas da comunidade LGBT.

 

 

Conferência e Gala da Abraço

A 1ª Conferência da Abraço vai reunir na Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa), no dia 29 de Novembro, um conjunto de oradores nacionais e internacionais. A sessão de abertura estará a cargo do director-geral de Saúde, Francisco George, e da vice-presidente da Abraço, Paula Policarpo. No painel de encerramento, as conclusões do encontro serão analisadas pelo Secretário de Estado da Saúde, Fernando Leal da Costa, e por Presidente da Abraço, Margarida Martins. No dia 1 de Dezembro decorre a Gala da Abraço no Teatro S. Luiz, a partir das 21h.

Brigada do preservativo

Como habitualmente no primeiro fim-de-semana de cada mês, os voluntários da associação ILGA Portugal irão distribuir preservativos (masculinos e femininos) e brochuras informativas sobre temáticas relacionadas com o VIH e a comunidade LGBT nas ruas e bares do Bairro Alto, Príncipe Real, Bica e ainda na zona do Conde Redondo. A concentração é às 23 horas no Centro LGBT, Rua de S. Lázaro, 88, em Lisboa.

 

Já segues o dezanove no Facebook?

 

1 comentário

Comentar