Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

José Castelo Branco: "Se eu não tivesse sido violado seria homossexual"

Em entrevista publicada na edição desta semana da revista Nova Gente, José Castelo Branco conta vários episódios da sua infância e fala sobre a sua orientação sexual. "Nos corredores do colégio chamavam-me Lulu. Quando disse isto ao director, ele chamou a personagem ao gabinete. E ao final do dia levei a pior sova da minha vida nas camaratas".

O socialite relata que, por exemplo, a partir dos 14 anos os homens começaram a ceder-lhe o lugar nos comboios porque pensavam que se tratava de uma mulher. Na mesma entrevista, admite que já teve relações sexuais com homens. "A primeira foi quando fui violado. E esse foi um grande trauma. De facto, devo ter nascido com todas as tendências para ser homossexual. Mas, devido a esse trauma, fiquei de tal maneira bloqueado... Porque, uma criança violada aos nove anos por um homem de 26... É muito duro". Mais à frente diz que o violador era o namorado de uma prima. José Castelo Branco refere ainda que aos 16 anos teve um amor gay. "Nunca me esqueço, chamava-se Joaquim e era estivador". Mesmo assim, acrescenta, que "quando descobri que gostava de mulheres não quis outra coisa". O socialite rejeita ainda que seja transexual: "Sempre tive orgulho no meu sexo". A entrevista é acompanhada por uma produção fotográfica em que Castelo Branco está nu.