Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Ucranianas despem-se no Vaticano a favor dos direitos dos homossexuais (com vídeo)

Decorriam as celebrações dominicais presididas pelo Papa Bento XVI quando quatro mulheres tiraram o sutiã na Praça de S. Pedro. As quatro activistas são ucranianas e pertencem ao movimento Femen.

O protesto pretendeu expressar o apoio aos direitos da comunidade LGBT, nomeadamente a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo, tema que merece a oposição do Vaticano.

No meio de várias dezenas de milhares de pessoas que assistiam à oração do meio-dia, o Angelus, quatro mulheres ficaram em topless, sendo rapidamente controladas pelos carabinieri, a polícia italiana. No corpo das activistas constavam inscrições como "In gay we trust" (Acreditamos nos gays), "shut up!" (cala-te!) ou “egalité” (igualdade).

Uma das fiéis que assistia às cerimónias religiosas atacou as activistas com um guarda-chuva chamando-as de “diabólicas”. Esta acção de protesto coincidiu com a manifestação realizada em Paris, onde meio milhar de pessoas se manifestou contra a aprovação da lei do casamento e da adopção de crianças por pessoas do mesmo sexo. Já na anterior manifestação de Novembro, um grupo de activistas das Femen tinha marcado presença sendo alvo de críticas de um político de Extrema Direita. O grupo feminista é conhecido por este tipo de acções em vários países.

 

 
 

3 comentários

Comentar