Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Labyrinto e Luz Nocturna fecham portas

O roteiro gay de Lisboa conta agora com menos dois locais a funcionar. Desde o início do ano que o Labyrinto (rua dos Industriais) e o Luz Nocturna (Praça das Flores) encontram-se de portas encerradas.

A abertura do Labyrinto, que se apresentava como o primeiro clube de sexo gay do país, foi um dos temas que dominou a noite gay em 2008.
Pedro Feist, então vereador da Câmara Municipal de Lisboa eleito pela lista de Carmona Rodrigues, considerava que o Labyrinto desenvolvia actividades que “ferem os usos e costumes”, pelo que devia ser encerrado. O vereador, como relatou então a Time Out, punha em causa “a actividade desenvolvida dentro do clube e as eventuais ilegalidades do licenciamento”. Depois, considerava “desadequado” que um clube de sexo estivesse localizado junto ao Parlamento e ao Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG). O certo é que o espaço funcionou até agora sem interrupções. Já o Luz Nocturna, instalado em pleno Príncipe Real, teve uma vida mais curta. A funcionar como bar, nos últimos meses, contava com espectáculos de transformismo.

 

 

Já segues o dezanove no Facebook?