Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Bispo Carlos Azevedo: "De maneira nenhuma tive qualquer relação com essa pessoa"

O tema domina a capa da revista Visão desta quinta-feira e tem estado em destaque em toda a imprensa nacional. O bispo D. Carlos Azevedo é acusado de assédio a um sacerdote. A queixa foi apresentada em 2010 por um padre com quem o bispo terá contactado na década de 1980 num seminário no Porto.

 

O sacerdote, que é agora coordenador nacional das Capelanias Hospitalares, queixou-se ao núncio apostólico. De acordo com a imprensa, terá sido após a denúncia que o bispo foi desviado para Roma, onde exerce o cargo de delegado do Conselho Pontifício para a Cultura.

D. Carlos Azevedo nega por completo qualquer acusação. "Sou, por norma, caloroso e afectivo com as pessoas que me procuram para falar das preocupações", diz, acrescentando que essas características possam ser confundidas com o que não são. Sobre o padre que o acusa de assédio, o bispo recorda que "ele já era uma pessoa adulta. O que aconteceu foi só o acompanhamento vivo dessa pessoa no seminário no Porto". "De maneira nenhuma tive qualquer relação com essa pessoa", garante. D. Carlos Azevedo, que refere que nunca foi formalmente contactado pela hierarquia a propósito deste caso, tem sido apontado como sucessor de D. José Policarpo.