Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Como o Rio se tornou numa capital mundial do turismo LGBT

Por dois anos consecutivos, o Rio de Janeiro foi eleito o destino gay mais sexy do mundo. A cidade brasileira disputou em 2010 e 2011 o título com Madrid, Buenos Aires, Estocolmo, Portland e Saint Tropez.

"O título só reforça que turistas do mundo inteiro e de todas as tribos são bem recebidos no Rio de Janeiro. Temos feito um grande trabalho para atrair cada vez mais o público gay. Trata-se de um mercado importante, que movimenta mil milhões de dólares anualmente com viagens, um público que tem tudo a ver com a natureza da cidade, que é acolhedora, hospitaleira e festiva", declarou na altura secretário Especial de Turismo e presidente da Riotur, Antônio Pedro Figueira de Mello. Trata-se do resultado de um inquérito promovido pelo site TripOutGayTravel.com, em parceria com o canal de televisão Logo, dirigido ao target LGBT.

A cidade tem apostado na promoção enquanto destino LGBT. A Câmara Municipal, por exemplo, criou um portal com a agenda LGBT da cidade, ao mesmo tempo que recolhe denúncias de situações de homofobia. A isto juntam-se as festas, os clubes, as praias e, claro, os próprios cariocas.

Em 2009, o Rio foi também foi considero o melhor destino gay durante a 10ª Conferência Internacional de Turismo LGBT, que decorreu em Boston. "O título de melhor destino gay é mais um reconhecimento da hospitalidade do nosso povo, que faz todos os visitantes se sentirem em casa. É um prazer e orgulho ser o prefeito de uma cidade acolhedora que respeita e valoriza as diferenças", disse Eduardo Paes, prefeito do Rio. Nessa data, o Rio competia com Barcelona, Buenos Aires, Londres, Montreal e Sidney.

Por sua vez, o relatório Out Now Business Class, que inquiriu mais de 100 mil pessoas oriundas de 24 países, indicou que o Rio era em 2013 a segunda cidade do mundo mais desejada pelos turistas LGBT para visitar. Em primeiro lugar estava Nova Iorque e na terceira posição Sidney.

As autoridades locais estimam que o mercado dos turistas LGBT represente 1,9 milhões de euros/dia. Dos cerca de dois milhões de turistas que a cidade recebe por ano, um quarto são de pessoas LGBT. A expectativa é que o segmento LGBT cresça 20% ao ano.