Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Professora trans suicida-se após pressão da imprensa

A população de Accrington, noroeste de Inglaterra, vai realizar esta segunda-feira uma vigília diante da sede do jornal Daily Mail. Esta concentração ocorre após o suicídio de Lucy Meadows, uma professora transexual da localidade.

Uma petição com mais de três mil assinaturas exige que o jornal peça desculpas pela campanha difamatória iniciada pelo colunista Richard Littlejohn, que acusou a professora de ter "não apenas o corpo errado, como o trabalho errado". Lucy Meadows, que tinha 32 anos, suicidou-se na passada segunda-feira. Nos últimos meses estava a ser perseguida por fotógrafos após o seu caso, de mudança de sexo para mulher, ter despertado a atenção da imprensa sensacionalista.
Helen Belcher, directora da TransMedia Watch (TMW), relembrou que em Dezembro do ano passado apresentou uma queixa junto da Comissão de Reclamações da Imprensa pelo "enorme assédio e extrema vulnerabilidade de Lucy Meadows". Segundo relata, a imprensa sensacionalista tentou subornar professores da escola e pais para obter fotografias da professora antes e após a mudança de sexo. Nessa mesma altura, Meadows emitiu um comunicado em que agradecia o apoio da escola e pedia respeito pela "decisão que não era nada fácil".

 

1 comentário

Comentar