Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

África do Sul: Morrem em treino destinado “a fazer homens” jovens considerados efeminados e fracos

Três jovens sul-africanos faleceram entre 2007 e 2011, vítimas de maus tratos sofridos num acampamento para-militar destinado a “fazer homens” destes jovens considerados efeminados e fracos.

Raymond Buys, de 15 anos de idade, tinha dificuldades de aprendizagem foi admitido no hospital, em estado muito grave, onde viria a falecer duas semanas mais tarde. O adolescente participou num programa dirigido por Alex de Koker numa reserva a sul de Joanesburgo. O jovem apresentava sinais de maus tratos, incluindo danos cerebrais, queimaduras de cigarros, um braço partido e estava visivelmente magro e desidratado.

Alex de Koker, que alegadamente tem ligações ao partido supremacista branco Iron Guards (partido do agora falecido Eugene Terreblanche) e o seu funcionário Michael Erasmus, estão em tribunal acusados de homicídio, abuso e negligência de menores, e dois casos de agressão com o intuito de causar danos físicos graves.

O caso de Raymond Buys não é, contudo, um caso isolado. Já em 2007 dois jovens faleceram no mesmo campo, Erich Calitz e Nicholas van der Walt de 18 e 19 anos de idade respectivamente. Alex de Koker foi condenado a pena suspensa em 2009 pela morte de Erich, mas não foi a tribunal no caso de Nicholas, cuja morte foi causada por um ataque cardíaco.

Esta semana durante o julgamento um dos recrutas e colegas de Raymond, Gerhard Oosthuizen, relatou em lágrimas o sucedido no campo e como os recrutas eram obrigados a fazer trabalhos forçados. O jovem declarou que Raymond Buys tentou fugir, mas foi apanhado e acorrentado à sua cama e foi proibido de sair até para ir à casa de banho, sendo obrigado a fazer as necessidades na cama e a comer as próprias fezes.

Noutra ocasião, Raymond Buys entornou uma caixa de detergente e foi forçado a comer o que tinha entornado e acabou por vomitar. Gerhard Oosthuizen foi também testemunha de espancamentos com tábuas, paus e canos de plástico e até choques eléctricos. Os dois réus declararam-se inocentes de todas as acusações, mas o caso continua.

 

Na foto: Raymond Buys e Alex De Koker

 

 

Lúcia Vieira

 

Correcção da idade de Erich às 10:32 de 01 de Maio.

 

Já segues o dezanove no Facebook?