Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

A primeira Marcha LGBT de Braga é este Sábado

 

É já este Sábado, 13 de Julho, que Braga vai marchar de forma a trazer visibilidade e reivindicações dos direitos LGBT. Esta é a primeira vez que a Marcha pelos Direitos LGBT vai decorrer na cidade dos Arcebispos. O ponto de encontro é às 16h no Arco da Porta Nova, terminando o percurso nas Arcadas.

A iniciativa teve como ponto de partida o Núcleo do Teatro do Oprimido de Braga. Nas últimas semanas têm decorrido vários eventos em jeito de contagem decrescente. No Theatro Circo Club, ao lado da maior sala de espectáculos da cidade, decorreu a festa Braga Fora do Armário. O espaço cultural Quatorze recebeu a projecção de dois filmes de temática LGBT: “Shortbus” e “Boys Don't Cry”. A Velha-a-Branca acolheu dois debates.

“Queremos um Minho adulto e auto-céfalo, com capacidade crítica, orgulhoso dos seus habitantes, um Minho que não nos ignore, que não nos imbecilize, que não nos desaproprie do que temos de próprio”, referem os promotores da Marcha. Portugalgay, Opus Gay, Caleidoscópio LGBT, AMPLOS, a rede ex aequo, +ABRAÇO, UMAR, Bloco de Esquerda e MAS estão entre os grupos que têm apoiado esta iniciativa. “Contamos com o apoio de várias associações, entidades, redes e colectivos e estamos ainda em progresso no estabelecimento de contactos com muitos outros – não só sediados em Portugal continental e insular, mas também na Galiza”, reforçam os responsáveis.

 

A vida LGBT de Braga

O primeiro ciclo de cinema LGBT da cidade de Braga decorreu entre 22 e 27 de Novembro de 2005. Intitulado "Até Nas Melhores Famílias", o ciclo foi organizado pela associação de jovens rede ex aequo braga. Ao longo de cinco dias passaram pela Velha-a-Branca mais de 120 pessoas que tiveram oportunidade de ver seis filmes de temática LGBT. O grupo de Braga desta associação juvenil foi suspenso no ano passado, no entanto, o fórum online continua activo e com novas participações.

Em termos de espaços nocturnos e de lazer, apesar de várias tentativas ao longo dos últimos anos, tem sido difícil a sua sobrevivência. O Balanz, na rua S. Barnabé, chegou a apresentar-se como um bar gay friendly, mas acabou por fechar. Actualmente existe o Attic Caffe Lounge, na rua do Raio, que se descreve como gay friendly.

4 comentários

Comentar