Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Isilda Pegado organiza vigília contra a co-adopção em frente ao Parlamento

Foi marcada para 23 de Julho, a partir das 21h, a vigília “Pelo Direito a uma mãe e a um pai”, que exige o chumbo da Lei da co-adopção. O protesto, em frente à Assembleia da República, é promovido pela Comissão Nacional Pró Referendo-Vida. No dia seguinte a lei será votada no Parlamento.

Recorde-se que o grupo de trabalho parlamentar sobre co-adopção por casais do mesmo sexo apontou a votação final do diploma do PS para 24 de Julho, dia da última reunião plenária da actual sessão legislativa. O projecto dos deputados socialistas sobre co-adopção foi aprovado na generalidade com 99 votos a favor e 93 contra, seguiu depois para discussão na especialidade na Comissão de Assuntos Constitucionais.

A Comissão Nacional Pró Referendo-Vida tem sido impulsionado por Isilda Pegado, presidente da Federação Portuguesa pela Vida, que lançou uma petição para que sejam revistas as chamadas "leis fracturantes" aprovadas pelos ex-governos de José Sócrates. Em causa estão as leis da reprodução artificial, interrupção voluntária da gravidez, divórcio, educação sexual, casamento entre pessoas do mesmo sexo e mudança de nome e sexo. Ao combate a estes direitos junta-se agora a co-adopção.

18 comentários

Comentar