Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Quando o campeonato são os Direitos Humanos há atletas a favor e contra a lei russa da “propaganda gay” (com vídeo)

Yelena Isinbayeva, vencedora da medalha de ouro do salto à vara no estádio Luzhniki esta semana volta a dar que falar. Desta vez não pelo mérito atlético, mas sim pela sua posição em defesa da lei anti-gay da Rússia, o seu país natal.

A atleta criticou as suecas Emma Green-Tregaro e Moa Hjelmer por estas terem pintado as unhas com as cores do arco-íris para demonstrarem o seu apoio à causa das pessoas LGBT.

Isinbayeva declarou em conferência de imprensa: “É um desrespeito para o nosso país e para os nossos cidadãos porque somos Russos. Se calhar somos diferentes dos Europeus [...] Temos a nossa lei e toda a gente a deve respeitar. Quando vamos para outros países também respeitamos as suas regras. Nós [os Russos] consideramo-nos pessoas normais, homens vivem com mulheres e mulheres com homens... já vem da história.”

O corredor norte-americano Nick Symmonds demonstrou a sua incredulidade perante estas declarações numa entrevista à BBC Radio 5: “Parece-me inacreditável que uma jovem tão viajada e bem-educada pudesse ser tão atrasada. Ela disse “pessoas normais” na Rússia? Sabes que mais – há muitas pessoas russas que são homossexuais normais e também merecem ter direitos.” E continuou: “Este assunto é bastante controverso no mundo do atletismo, mesmo nos Estados Unidos. Contudo, a maioria dos atletas que conheço, principalmente da minha geração, não tem nenhum problema com isso. Eu queria competir com um adesivo arco-íris, mas disseram-me que seria preso se o fizesse.” Esta semana, durante os Mundiais de Atletismo, Nick Symmonds dedicou a sua medalha de prata a todos os seus amigos gays e lésbicas num apelo simbólico à igualdade de direitos das pessoas LGBT.

 

 

Lúcia Vieira

 

Já segues o dezanove no Facebook?

3 comentários

Comentar