Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

O que ainda falta ver no Queer Lisboa

O festival Queer Lisboa vai a meio da sua programação. O dezanove.pt destaca os filmes obrigatórios até Sábado. O festival está a decorrer no cinema São Jorge (Lisboa).

 

Interior. Leather Bar.

De forma a evitar uma classificação para maiores de 18, 40 minutos de filmagens S&M gay do filme Cruising, de 1980, foram supostamente cortados e destruídos. Inspirados pela mitologia desta controversa obra, os realizadores James Franco e Travis Mathews imaginaram o que seriam estas gravações perdidas. O filme em si é construído como uma peça balizada, sendo queer no tema e na forma. Apresentando-se como um filme tanto sobre o processo de fazer cinema como acerca da liberdade sexual e criativa, Interior. Leather Bar. desafia a categorização fácil. 25 de Setembro às 17h15.

 

O Nylon da Minha Aldeia

1973. Numa aldeia isolada, do Sul, dois personagens procuram sobreviver. Marcelo, preso na sua diferença e no amor por Sérgio que não consegue aceitar a possibilidade do seu afecto. Apenas ao cair da noite, quando as águas do rio se soltam e as duas figuras se encontram por acaso, é que tudo parece mudar. O escritor Possidónio Cachapa explicou ao dezanove.pt o que o levou a realizar este filme. 25 de Setembro às 19h15.

 


Joven Y Alocada

Daniela é uma rapariga de 17 anos criada no seio de uma família evangélica muito rigorosa. Rebelde por natureza, ela tentará seguir o “caminho certo” depois de ser desmascarada como fornicadora pelos seus pais em choque. No caminho para a salvação ela irá descobrir um obstáculo devastador para obter a tão desejada harmonia espiritual: a irreconciliabilidade da sua pulsão sexual com os dogmas da sua religião. 26 Setembro às 22h.

 


Gingers

Ruivos. Porque são diferentes, tiveram que aturar muita coisa. Isso tornou-os mais fortes, mais resistentes do que se poderia esperar de homens que estão duplamente em minoria (homossexuais e ruivos). O filme de António da Silva já foi exibido nos festivais de cinema de Lisboa. Para quem ainda não viu passa no dia 27 de Setembro às 19h15.

 


O Corpo de Afonso

Como seria o corpo do primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques, figura tutelar, alvo de mitificações sucessivas no decurso da nossa História? A curta de João Pedro Rodrigues produzida aquando de Guimarães 2012. 27 Setembro às 19h15.

 

 

Wonder Women! The Untold Story of American Superheroines

O documentário procura o fascinante nascimento, evolução e legado da Wonder Woman e apresenta ao espectador um dinâmico grupo de super heroínas, reais e fictícias, que lutam por um modelo positivo para as jovens, tanto no ecrã como fora dele. Wonder Women! vai aos bastidores com as actrizes Lynda Carter (Wonder Woman) e Lindsay Wagner (Bionic Woman), escritores e artistas de comédia e super heroínas da vida real como a ícone feminista Gloria Steinem, a riot grrrl Kathleen Hanna, entre outras, que oferecem um contraponto esclarecedor e divertido ao género dominado pelo super-herói masculino. 27 Setembro às 21h30.

 


Gore Vidal: The United States of Amnesia

Ancorado num formato íntimo de entrevistas frente a frente com o próprio, este filme é um fascinante e divertido tributo ao icónico Gore Vidal. Os comentários daqueles que melhor o conheciam – incluindo o cineasta e sobrinho Burr Steers e o falecido Christopher Hitchens –, misturam-se com os registos filmados da lendária carreira de Vidal para nos relembrar porque é que ele será sempre um dos mais brilhantes e destemidos críticos do nosso tempo. 28 Setembro às 15h.

 


I Am Divine

I Am Divine é a história de Divine, aka Harris Glenn Milstead, desde as suas origens humildes enquanto jovem com excesso de peso e gozado, em Baltimore, até ao reconhecimento internacional como super estrela “drag”, passando pelas suas colaborações com o cineasta John Waters. Com um estilo assumidamente frontal, ele revolucionou a cultura pop. I Am Divine é um retrato biográfico definitivo que delineia a ascensão do lendário ícone através da infâmia e da complexidade emocional. 28 Setembro às 17h.