Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Dono da marca de massas Barilla pede desculpa depois de excluir gays

As declarações do dono da marca italiana de massas Barilla, de que os anúncios nunca contariam com a presença de casais homossexuais, espalharam-se pelo mundo. “Eu jamais faria um anúncio com um casal homossexual, não por não respeitar, mas porque não concordamos”, disse Guido Barilla à estação de rádio italiana, La Zanzara. “O nosso modelo assenta numa família clássica, onde a mulher tem um papel fundamental. Se os gays não gostarem, podem ir consumir outra marca”, reforçou.

 

A marca Barilla, que domina metade do mercado italiano e um quarto do mercado norte-americano (sendo também vendida em Portugal), foi um dos assuntos mais comentados online nesta última semana, onde vários movimentos apelaram a um boicote dos produtos da marca.

“Não temos qualquer respeito pela adopção por famílias gays porque essa situação envolve uma pessoa que não tem poder de escolha (…) Todos têm o direito de fazer o que quiserem, desde que não perturbem quem os rodeia.” Foram estas as declarações de Guido Barilla que geraram um boom na rede social Twitter. Várias comunidades LGBT e partidos políticos manifestaram-se contra a marca, incitando a um boicote.

Após estas pressões, o dono da marca italiana pronunciou-se, declarando o respeito pela comunidade LGBT e garantindo que as suas declarações se focavam apenas a importância do papel da mulher na família e que tem “o maior respeito pelas pessoas gays”. “Peço desculpa se as minhas palavras geraram controvérsia e um mal-entendido ou se feriu as susceptibilidades de alguém. Tenho o maior respeito por todos, sem distinção de qualquer tipo. Na sua publicidade a Barilla representa a família porque é o que acolhe as pessoas.”

Após estas declarações, Guido Barilla, continuou em defesa da sua marca, desta vez colocando um vídeo no YouTube onde diz nunca ter discriminado ninguém e onde promete reunir-se com os líderes de grupos LGBT.

 

André Faria