Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Amores-perfeitos espalhados pelo mundo combatem homofobia (com vídeos)

O site GreenSavers faz-nos chegar a história de Paul Harfleet, um jovem britânico, que decidiu pôr em prática nas ruas e online uma acção original para combater a homofobia. 

Em 2005 o jovem Paul sofreu três ataques homofóbicos no mesmo dia. Os casos ocorreram quando Paul passeava com o namorado nas ruas de Manchester. Paul Harfleet decidiu então criar o projecto The Pansy (amor-perfeito em português), plantando estas flores em locais onde homossexuais foram vítimas de algum tipo de violência. Nesse local é tirada uma foto que é depois publicada online.

As fotos já ultrapassaram fronteiras e chegaram de Viena, Nova Iorque, Berlim, Belfast, Graz, Hong Kong ou Istambul. Nos últimos sete anos já foram plantados mais de 10 mil amores-perfeitos, que na Idade Média eram considerados amuletos para combater o mal.

“O humilde amor-perfeito torna-se num registo: é um resquício da ocorrência pública (do desrespeito) que, ao mesmo tempo em que é profundamente pessoal, está disponível para o público nas ruas da cidade e na internet”, explicou o jovem designer, à publicação Planeta Sustentável.

O Sunday Times, o Huffington Post, a BBC e a revista Out já fizeram eco da ideia do artista Paul Harfleet, que entretanto criou uma linha de merchadising com amores-perfeitos para angariar fundos.

Quem quiser colaborar com o projecto à distância, pode aceder ao manual (em inglês) disponilizado pelo autor e que fornece instruções sobre como plantar amores-perfeitos, fotografá-las e enviar as fotos para o site deste projecto.

 

 

Fica a par de três casos de homo e transfobia ocorridos recentemente no Reino Unido:

Crime de ódio no Reino Unido em julgamento

Crime homofóbico na Escócia

Professora trans suicida-se após pressão da imprensa

 

Paulo Monteiro

1 comentário

Comentar