Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Argentina: Pena de violador reduzida para metade por vítima ser gay

argentina-flag.jpg

 

Os juízes Horacio Piombo e Ramon Sal Llargués estão no centro da polémica em Buenos Aires, Argentina. Tudo porque reduziram a pena de um pedófilo de seis anos para três anos e dois meses, alegando que a vítima de seis anos tem “orientação homossexual e estava acostumado a ser abusado”. O crime  remota a Março de 2010. O acórdão segue agora para o Supremo Tribunal de Buenos Aires.

Os juízes afirmaram que “ele (a criança) é gay, tem a sexualidade definida. Ocorreu o abuso, mas não era tão ultrajante", sendo que um dos juízes fundamentou o veredicto considerando que o menino já tinha sido violado outras vezes pelo próprio pai, algo que foi negado pela mãe e irmã da vítima.

O pedófilo em causa é Mario Tolosa é o vice-presidente do clube de futebol Florida. Foi graças a esse cargo que terá comunicado com o menino, dando-lhe boleia para o treino de futebol. Segundo avança o El Mundo, o menino nunca chegou a entrar em campo, permanecendo nos balneários com Tolosa, que chegou a bater na criança quando esta lhe ofereceu alguma resistência.A avó do menino foi quem desconfiou que alguma coisa estava errada quando viu hematomas e lesões nos órgãos genitais da criança.

Segundo a comunidade homossexual de Buenos Aires, não é a primeira sentença judicial caricata, uma vez que em 2011 um pastor evangélico foi condenado por abusar de duas jovens, de 14 e 16 anos, mas viu a sua pena ser diminuída, porque o Tribunal achou que as vítimas "são de um nível social em que as relações sexuais em tenra idade são aceites”.

 


Marta Santos

3 comentários

Comentar