Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

As cores contemporâneas de "A Canção de Lisboa" (com vídeos)

A Canção de Lisboa_2.jpg

4star800.jpg

 

 

 

Após o remake dos filmes “O Pátio das Cantigas" e “O Leão da Estrela”, ambos de 2015 e de Leonel Vieira, é a vez de “A Canção de Lisboa” (2016), de Pedro Varela, ter tudo para ser um sucesso. O filme mantém alguns traços da película original, de 1933, realizado por José Cottinelli Telmo, preservando o que fez dele o primeiro filme de comédia português e a característica das três personagens principais Vasco Leitão, Alice e José Caetano, trazendo-lhe uma roupagem diferente, adaptando-se às cores contemporâneas.

 

A Canção de Lisboa_1.jpgA personagem principal desta história é justamente Vasco Leitão (César Mourão), um estudante boémio de Medicina que é sustentado pelas tias ricas de Trás-os-Montes, que acreditam que o sobrinho é já doutor e com sucesso. As tias, Maria José (Maria Vieira) e Margot (São José Lapa), atravessando um menor fulgor financeiro, deslocam-se até Lisboa para verem o consultório de Vasco, para depois lhe comunicarem a decisão de vender a casa onde este vive e cortarem na mesada que o sustenta. Vasco terá de lidar com as tias e a sua ilusão, com o colega de casa Murilo (Marcus Majella) e a história de amor que tem com Alice (Luana Martau).

 

Uma história divertida, suave, mas recheada de peripécias, contando com um elenco de luxo, além dos nomes acima referidos conta também como Miguel Guilherme, Dinarte de Freitas, Ruy de Carvalho e Carla Vasconcelos, promete fazer rir a pessoa mais sisuda. Porém, destaca-se claramente o comediante César Mourão, que dá corpo e voz à personagem principal de uma forma exímia, que cativa o espectador desde o primeiro instante.

 

Não podendo ser spoiler, vejam o filme e vão perceber porque é que consta deste site de informação LGBTI: serão presenteados com um “coming out”, uma relação gay e outra lésbica, com direito a um beijo e tudo.

Aviso também que poderão ouvir algumas bocas da plateia: não se espantem, é realmente surpreendente – coisas como “É lá! Não estava nada à espera!” ou “Eish! Estragaram agora tudo!”. Porém, aconselho-vos apenas a agarrarem no balde de pipocas e soltem boas gargalhadas, até mesmo em resposta a esses comentários.

Boa sessão de cinema.


Trailer do filme:

"Será Amor", música gravada para o filme, cantada por César Mourão e Luana Martau:

 

4 estrelas em 5

Marta Santos